Casa de Cultura - Primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais

Primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais

/

Passado um ano após um incêndio, a primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais. O facto é avançado pelo Di­rector Provincial de Cultura e Turismo da Zambézia.
Trata-se de um edifício em­blemático na província da Zambézia, que vai beneficiar de uma reabilitação a partir do mês de Setembro do ano em curso.
A Casa de Cultura da Provín­cia da Zambézia, sofreu in­cêndio de grandes proporções no passado dia 29 de Maio de 2019, tendo consumido gabi­netes, aparelhos de som entre outros equipamentos.
O Director Provincial de Cultura e Turismo na Zambé­zia, Aly Aboobacar, afirma a reabilitação da casa de cultu­ra vai obedecer três fases.
Aly Aboobacar, afirma que primeira fase da reabilitação da Casa de cultura que vai custar 5 milhões de meticais, terá mínimas condições para o seu uso de forma parcial en­quanto se aguarda a segunda fase.
“Para este ano vamos fazer uma intervenção apenas para o funcionamento normal e para o próximo ano teremos a segunda fase. Há previsão a partir de Setembro ou Outu­bro iniciarmos a reabilitação da Casa de Cultura.”-disse.
O Director Provincial de Cultura e Turismo na Zambé­zia, afirma que o total do valor orçado para a reabilitação da Casa de Cultura, a instituição que dirige possui apenas a metade.
Sem avançar valores, o nosso entrevistado, afirma ainda que a segunda e terceira fase da reabilitação da infra-es­trutura vai consumir mais orçamento se olhar pela mag­nitude e modernização do es­paço que Direcção Provincial de Cultura e Turismo na Zam­bézia pretende implementar.
“Teremos a terceira fase que é a mais complicada porque envolve muitas coisas, desde sala de ensaios, estúdios de gravações e outras compo­nentes que poderá ter a Casa de Cultura. Esta é uma fase em que a casa poderá ser um pouco mais rentável naquilo que são os alugueres de es­paços e os artistas terão a casa a funcionar de forma plena”- frisou.
Sobre os ensaios e outras ac­tividades, Aly Aboobacar, afirma que os artistas usam parte do salão nobre e alpen­dre que da Casa de Cultura que não sofreu grandes danos materiais como forma alter­nativa.
Além do alpendre, o nosso entrevistado disse que maior parte dos artistas pertencem á associações que possuem seus próprios espaços facto que maior parte deles neste sentido.
Sobre a saúde financeira dos artistas, o dirigente falou que os artistas usam lives que são rentáveis para uns e outros não.
Aly Aboobacar, acredita que a reabilitação da primeira, seg­unda e terceira parte da Casa de Cultura poderá ser dentro do quinquénio.

Igreja sagrada 1 1 - Primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais
Notícia Anterior

Algumas igrejas impedidas de retomar os cultos por falta de condições sanitárias em Quelimane

Edicao foto EDM - Primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais
Próxima Notícia

EDM corta o acesso à energia e deixa os residentes de Mazuere ás escuras

Recente deCULTURA

Intruso Voador

A debilidade luminosa era por conta do crepúsculo vespertino por isso muitos aldeãos regressavam de seus

Batuque de Lamas!!

O velho acordou e dobrou seu cachimbo… Farlai ficou entre lagrimas e fumo dos deuses… Nossas

Deus de África!!

  Também é branco por isso as vezes o achamos estrangeiro Manipula a nossa mente e

Translate »
WhatsApp chat