Igreja sagrada 1 1 - Algumas igrejas impedidas de retomar os cultos por falta de condições sanitárias em Quelimane

Algumas igrejas impedidas de retomar os cultos por falta de condições sanitárias em Quelimane

Na cidade de Que­limane, província central da Zam­bézia, algumas ig­rejas retomaram os cultos e outras não, por falta de con­dições sanitárias. Das que não retomaram os cultos no primeiro dia os pastores transmitem mensagens de es­perança.
Cadeiras vazias e ausência de crentes, é o que caracteriza o primeiro dia da retoma dos cultos presenciais para algu­mas igrejas em Quelimane, que não reúnem condições para o exercício de suas ac­tividades.
Em entrevista a nossa report­agem alguns pastores de igre­jas protestantes apelam a cal­ma dos crentes e transmitem mensagens de esperança.
Pastor António Ernesto da Ig­reja Ministério Evangelho em Acção, afirma que a retoma dos cultos presenciais é resul­tado de orações dos crentes que amoleceram os corações dos governantes da nação moçambicana.
Pastor António Ernesto, avança que o motivo que lev­ou às autoridades de saúde a reprovar os cultos presenciais na sua igreja é a falta de vidro numa das janelas do edifício.
Afirma ainda que o assunto foi ultrapassado e que dentro da semana os cultos presen­ ciais naquela igreja poderiam retomar.
“A única coisa que levou a reprovar os cultos na nossa igreja foi aquela janela que o vidro quebrou-se mas já regularizamos e dentro da se­mana poderemos retomar se as autoridades de saúde per­mitirem. Eu peço aos crentes que permaneçam na fé porque é desta forma que poderemos ultrapassar esta situação”- frisou Pastor António Ernesto da Igreja Ministério Evangel­ho em Acção
Outra igreja que não teve a autorização para a retoma dos cultos presenciais é a Igreja Universal do Reino de Deus na cidade de Quelimane.
Nelson David, Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, afirma que as condições estão criadas para a retoma dos cul­tos presenciais e aguarda uma equipa do sector da saúde para fazer a reavaliação das instalações.
“Como consegues ver, o es­paços estão etiquetados e as cadeiras bem organiza­das obedecendo as regras de distanciamento físico. Que os crentes não percam a fé porque não ainda o fim de tudo mas sim o começo de uma nova era”- Nelson David, Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus.
Já ao nível da Diocese de Que­limane, só a Paroquia Sagrada Família é a única que reúne condições estabelecidas para a retoma dos cultos presenci­ais.
Com um novo visual na face e novas regras estabelecidas, os crentes afirmam tratar-se de um momento impar em suas vidas se olhar pelos dias sem os cultos presenciais.
Cley Juvêncio, uma crente da Cê Catedral de Quelimane afirma que decidiu juntar-se a Paroquia Sagrada Família momentaneamente enquanto aguarda a legalização da ig­reja onde professa a fé.
“Eu sou crente da Cê Cat­edral de Quelimane. Estou aqui enquanto aguardo que a nossa igreja reúna condições para a retoma dos cultos presenciais”-frisou.
Outro crente que passou a ser activista da Paroquia Sagrada Família é Justino João, que a sua missão passa desde o controle das pessoas alistadas para o culto do dia e medição de temperatura dos que se fazem ao recinto daquela ig­reja.
Entretanto, o Pároco da Pa­roquia Sagrada Família em Quelimane, Carlos Semana, avança que a Igreja esta or­ganizada para três cultos nos finais de semana e dois de se­gunda a sexta-feira.
Afirma ainda que os crentes são sujeitos a se alistarem para marcar o dia e o horário do culto para o melhor con­trolo com objectivo de evitar maior concentração de pes­soas. “Sentimo-nos privilegiados por retomar os cultos. Neste momento, peço a responsabi­lidade dos crentes no sentido de não afundarmos o barco. Os cultos aqui são organiza­dos segundo as listas que o crente é sujeito a preencher dias antes da realização da missa. As listas são preenchi­das de acordo com as comu­nidades que vão animar a missa”-advogou.
Nesta Igreja, um total de 50 crentes autorizados passam por um processo de medição de temperatura, lavagem das mãos e desinfecção dos calça­dos para ter acesso ao local de culto.

Default thumbnail
Notícia Anterior

PR reitera exortação para o cumprimento das medidas preventivas da COVID-19

Casa de Cultura - Algumas igrejas impedidas de retomar os cultos por falta de condições sanitárias em Quelimane
Próxima Notícia

Primeira fase da reabilitação da Casa de Cultura da Zambézia vai custar 5 milhões de meticais

Recente deReligião

Translate »
WhatsApp chat