fonte de agua - Água canalizada vai chegar a mais de 230 mil pessoas em Sofala até 2024

Água canalizada vai chegar a mais de 230 mil pessoas em Sofala até 2024

/

Cerca de 10 mil habitantes do bairro Canhandula, no distrito de Dondo, provincia de Sofala, serão abrangidas pela primeira vez pelo programa de reabilitação e ampliação da rede de distribuição de água nas cidades de Beira e Dondo.
O projecto faz parte do plano quinquenal do Governo de Moçambique e compreende várias fases a serem executadas em quatro anos, nomeadamente a construção da rede de distribuição, a reabilitação da estação de bombagem e de captação de Mútua e a construção de um novo centro distribuidor em Estoril, segundo explicou o ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine.
Para dar inicio a efectivação do projecto, foi lançada a primeira pedra para a execução do mesmo, através do qual, pretende o Executivo, levar água potável para cerca de 669 mil pessoas, muito acima das actuais 444 mil.
“Não se pode falar de nenhum tipo de desenvolvimento sem termos a disponibilidade da água para o consumo humano e outras actividades. Foi por esta razão que no último quinquénio triplicámos os valores direcionados à água e saneamento, tendo o Governo de Moçambique investido cerca de sete biliões de meticais, contra pouco mais de dois biliões de meticais no quinquénio passado”, explicou João Machatine.
João Machatine falou que o projecto orçado em cerca de 30 milhões de dólares, foi financiado pelo Governo de Moçambique em parceria com o Banco Mundial e com este investimento foi possível sair, em 2014, de uma taxa de 63% para 67%, de cobertura em 2019, na província de Sofala.
“Há um salto na componente de saneamento porque um dos principais objectivos do Governo é “melhorar os serviços de saneamento da população. Acreditamos que se queremos melhorar as condições de vida e saúde da população, não basta apenas prover água”, disse o Ministro.
Segundo João Machatine, neste quinquénio o investimento será o dobro, em relação ao findo, ou seja, serão investidos em Sofala 15.8 biliões de meticais e com este financiamento, a taxa de cobertura de água naquela província passará dos actuais 67% para 77%, em 2024.
“Na província de Sofala o saneamento e o abastecimento de água estão mais próximo, comparativamente a outras regiões do país”, disse Machatine
No âmbito do projecto, espera-se que até ao fim do mesmo previsto para 2024, mais de 230 mil pessoas possam se beneficiar do acesso a água potavel canalizada no distrito.

29272353 1600x1067 1 - Água canalizada vai chegar a mais de 230 mil pessoas em Sofala até 2024
Notícia Anterior

Covid-19: Moçambique anuncia 117 novos casos

Manuel de Araujo - Água canalizada vai chegar a mais de 230 mil pessoas em Sofala até 2024
Próxima Notícia

“As dívidas ocultas retraíram parceiros ao nível das autarquias em Moçambique”-Manuel de Araújo

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat