idm - IMD reconhece os avanços do Acordo de Paz

IMD reconhece os avanços do Acordo de Paz

//

Com vista os avanços rumo a consolidação da paz e implementação do memorando de entendimento no contexto do dossier de Desmobilização, Desarmamento e Reintegração (DDR) dos homens armados da Renamo, o Instituto para Democracia Multipartidária (IMD) juntou-se nesta quinta-feira (06) com os diversos actores e forças vivas da sociedade que saúdam ao Governo e ao Partido Renamo pelos avanços rumo a consolidação da paz.

“Por exemplo, relativamente aos pontos positivos, temos que reconhecer que a celebração deste acordo de paz permitiu a realização de um processo eleitoral com alguma elevação dos níveis de confiança e segurança entre os actores e houve a quebra do ciclo de violência pós-eleitoral que desde 2012 tem caracterizado o país”, refere Hermenegildo Mulhovo, Director do IMD, adiantando que apesar de a maior parte dos partidos da oposição não terem se mostrado satisfeitos em relação aos resultados eleitorais, este nível de frustração e negação não degenerou em nenhum conflito armado.

A celebração do primeiro ano de acordo de paz definitiva coincide com o ano da celebração dos 45 anos da independência e de 30 anos da democracia multipartidária, conquistas que podem ser consolidadas num ambiente de estabilidade social, económica, política e militar de modo a que o país tire melhor proveito das suas potencialidades.

Para o IMD, é necessário que instituições democráticas como a Assembleia da República, as Assembleias Provinciais e Assembleias Municipais funcionem como espaços privilegiados de diálogo, negociações e concertações tendo em conta a estabilidade do país e as lideranças dos partidos políticos devem também manter diálogo permanente entre si e com os seus membros de modo a que todos se sintam envolvidos no processo de construção do país.

A organização, chama também atenção para se garantir o envolvimento das lideranças locais e mecanismos de reconciliação e coesão social entre os Moçambicanos, para que os ex guerrilheiros sejam devidamente integrados ao nível das comunidades e que consigam desenvolver as suas actividades sócio económicas, políticas e culturais num ambiente de inclusão.

Capa Jornal Txopela Nr 155 - IMD reconhece os avanços do Acordo de Paz
Notícia Anterior

Jornal Txopela Edição 155

albino cop - IMD reconhece os avanços do Acordo de Paz
Próxima Notícia

Indivíduos assassinam e extraem órgãos humanos de um albino na Zambézia

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat