Judite - Judite Mussácula promete mais abertura aos órgãos de comunicação social

Judite Mussácula promete mais abertura aos órgãos de comunicação social

Está desfeito o impasse entre o Conselho de Representação do Estado na província da Zambézia e os órgãos de comunicação social baseados nesta parcela do país.

Esta Quarta-feira, os fazedores da comunicação ao nível da província da Zambézia reuniram-se em cortesia com a Secretária do Estado da Província, Judite Mussácula, para entre outros pontos, passar em revista a situação actual de relacionamento entre os mais diversos órgãos de comunicação nesta província e o sector por ela dirigido. Na sua intervenção, a representante do Estado na Zambézia apelou a colaboração constante e franca entre os dois sectores, salientando que, os jornalistas são os parceiros estratégicos do Executivo, na medida em que, através da comunicação social, é possível se perceber do ponto de situação dos diversos subsectores de desenvolvimento socioeconómico da província.

“O Conselho de representação do Estado na província da Zambézia convocou este encontro para, junto dos nossos grandes parceiros que são os jornalistas, definirmos os próximos passos a serem marcados, rumo a um futuro melhor da nossa província, porque entendemos que, sem a imprensa nenhum dos sectores governamentais poderá desenvolver as suas actividades. É através das informações que recebemos dos órgãos de comunicação social, que os sectores se apercebem dos problemas que afligem a nossa população e assim podem agir de modo a resolve-los, portanto, estávamos primeiro a nos familiarizar com a casa, já a conhecemos, agora queremos avançar, por isso convocamos a imprensa para nos dar conselhos por onde começar para trilhar os nossos passos”

Entretanto, os jornalistas, representados pelo Presidente do núcleo provincial do MISA-Moçambique (Instituto de Comunicação Social para Africa Austral), delegação da Zambezia, Hamilton António, disseram que o encontro marca um momento muito crucial para a vida da província, dado que, há algum tempo para cá, as relações entre o executivo e a comunicação social já estavam a perder conteúdo.

Citou o facto de, as fontes oficiais da informação estarem a se fechar paulatinamente aos órgãos de comunicação social, como sendo um dos principais impasses que havia entre os profissionais de comunicação e o executivo provincial da Zambézia.

“Excelência, uma simples notícia, um programa, uma reportagem publicada, pode trazer benefícios a uma naca inteira. Aqui está o poder da notícia, da reportagem, da cronica, do programa, do comentário etc. os artigos jornalísticos são mais do que isso; Eles contribuem para a mudança de comportamento, além da informação que é a sua essência. Graças ao exercício de lóbi, levado a cabo pelas organizações que representam a classe dos profissionais da comunicação na província da Zambézia, nomeadamente o Sindicato dos Jornalistas SNJ e o MISA com o executivo anterior, a província registou sinais positivos na abertura das fontes oficiais no acesso a informação, de la para ca, excelência notamos que o ambiente que caracterizava as relações entre os jornalistas e os gestores públicos com relação a abertura com o acesso as fontes regrediu bastante. Não sabemos se o fenómeno está relacionado com o novo figurino de governação, mas na verdade senhora secretaria de estado é que continuamos a ter dificuldade de aceder as fontes de informação”

Hamilton António acrescentou que, muitas são as vezes em que os membros da comunicação social reclamam a falta de rotatividade dos órgãos que acompanham a Secretária do Estado nas suas viagens de trabalho aos distritos, facto que, segundo ele, cria algum desconforto no seio daqueles profissionais

“Esta semana sua excelência apareceu ao público manifestando abertura para ouvir todo aquele que queira dar um conselho construtivo, a propósito os órgãos de comunicação social pedem tratamento igual em todas as esferas das actividades do conselho de representação do Estado. Propomos também que as ajudas de custos sejam pagam antecipadamente nas viagens de sua excelência e a rotatividade dos órgãos de comunicação social nestas viagens”

Entretanto, Joaquim Chibalo, Director do Jornal Diário da Zambézia, disse sair satisfeito do encontro, na medida em que, segundo ele, marca-se uma nova era no relacionamento entre os diferentes órgãos de comunicação social e o executivo na província.

Era uma das grandes preocupações de Joaquim Chibalo, o facto de o executivo não estar a incluir nas deslocações da Secretária do Estado, os órgãos privados de comunicação social, dando primazia aos órgãos estatais, uma realidade que espera que depois do encontro, possa vir a mudar.

“Há uma coisa que nós temos que pôr em conta, é que se formos a ver, não sei, talvez com esta reunião possa melhorar, mas estamos a falar necessariamente do tratamento dos jornalistas, em particular os do sector privado. As saídas do Governo não tem equilibrado os órgãos que vão cobrir, eles olham mais para os órgãos públicos em detrimento dos privados, o que levanta algum descontentamento no seio dos profissionais da classe. Muitas são as vezes em que eles quando tem uma actividade aqui internamente chamam a todos os órgãos, mas quando é para viajar, chamam apenas os órgãos públicos, isso fere a todos os privados que as vezes veem participar, mas não escrevem a matéria porque para eles não faz sentido”

Em resposta ás questões apresentadas, Judite Mussácula disse que o seu executivo vai trabalhar junto dos mais diversos sectores, no sentido de encontrar uma saída para os problemas apresentados pelos jornalistas e pediu a colaboração de todos, na identificação de soluções que sejam pacíficas para ambas as partes.

“Vamos trabalhar junto das direcções, vamos orienta-los para que todos os serviços provinciais tenham porta-vozes, depois vamos partilhar convosco quem são esses e vamos provavelmente marcar dias em que os porta-vozes vão falar a imprensa. Pedimos a vossa ajuda na busca de soluções para os problemas comuns”

Judite Mussácula no encontro de cortesia com dirigentes dos órgãos de comunicação social da província da Zambézia.

 

SNPM - Judite Mussácula promete mais abertura aos órgãos de comunicação social
Notícia Anterior

Sindicato nacional dos professores de Moçambique abandonou os seus membros.

sernic - Judite Mussácula promete mais abertura aos órgãos de comunicação social
Próxima Notícia

SERNIC acusado de facilitar a venda de AX em Quelimane

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat