COVID 19 BEIRA 1 - Covid-19: Beira tem primeiro laboratório a fazer testes fora da capital moçambicana

Covid-19: Beira tem primeiro laboratório a fazer testes fora da capital moçambicana

em COVID-19/DESTAQUES por
O primeiro laboratório no país, fora da capital, para testar a COVID-19 já avaliou quase 300 amostras na cidade da Beira e deu início a uma estratégia de descentralização, disse ontem à Lusa fonte do serviço.

“Neste momento, o processo de coleta, empacotamento, transporte e envio das amostras para Maputo é demorado. A redução do tempo permitirá que Sofala tenha os resultados em prazo recorde para tomar ações de controlo da doença”, referiu Sofia Viegas, diretora nacional para a área de laboratório e saúde pública no Instituto Nacional de Saúde (INS).

O primeiro lote de verificações decorreu na última semana e juntou 84 amostras, sendo que esta semana foram entregues para avaliação outras 200 amostras, a capacidade máxima diária do laboratório.

Até agora, a capital tem centralizado os testes, através dos serviços do INS.

O laboratório da Beira está instalado num centro polivalente pertencente à comunidade de Sant’Egídio, antes utilizado para testar a carga viral de VIH/sida.

Foi cedido aos serviços de saúde para uso exclusivo em testes de infeções pelo novo coronavírus.

Para concretizar a descentralização, técnicos de saúde beneficiaram de formação.

Prevê-se que outros dois laboratórios entrem em funcionamento nos próximos dias nas cidades de Nampula e Pemba, Cabo Delgado, capitais das províncias onde se registam mais de metade dos 561 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus.

Nampula tem 227 casos, é a província mais afetada do país, seguindo-se Cabo Delgado com 131.

Sofala tem nove casos, mas beneficiará agora de um reforço na capacidade de testes naquele que é um dos principais corredores de mercadorias do país – que liga o porto da cidade da Beira ao Zimbábue e outros países da África Austral.

Leia:  “O Estado moçambicano é uma ruína”-Yaqub Sibindy

Moçambique anunciou ontem mais 26 casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o total acumulado para 788, com cinco óbitos e 221 recuperados, anunciaram as autoridades de saúde.