FALSO INSTITUTO  - Moza Banco e Secretaria do Estado da Juventude e Emprego juntam-se na promoção de emprego

Moza Banco e Secretaria do Estado da Juventude e Emprego juntam-se na promoção de emprego

/

O Moza Banco e a Secretaria do Estado da Juventude e Emprego juntaram-se para assegurar a inserção dos recém-formados na vida activa, através da disponibilização de estágios pré-profissionais nas unidades produtivas aos melhores jovens formados pelos institutos e centros de formação profissional. Para o efeito, as duas instituições rubricaram, ontem, um memorando de entendimento.

Trata-se de um instrumento legal que visa, dentre vários objectivos, providenciar a realização de acções concretas para a inserção de jovens recém-graduados candidatos a emprego, com o objectivo de complementar, desenvolver e aperfeiçoar as competências do saber fazer e saber estar dos estagiários, desenvolvendo actividades profissionalizantes.

Pretende-se ainda, com a assinatura deste memorando, aumentar o conhecimento prático dos estagiários, facilitando o seu recrutamento e integração, promoção de emprego, bem como criar postos de trabalho e de geração de renda para a população.

Dirigindo-se aos presentes, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) do Moza Banco, João Figueiredo, falou do papel imprescindível que os actores do mercado do trabalho devem desempenhar na oferta de alternativas e plataformas de oportunidades de emprego para os jovens, em especial os graduados de diferentes sistemas de ensino.

De acordo com Figueiredo, o Moza Banco assume-se como um banco relacional, apostado em criar parcerias de valor com entidades e instituições cuja missão e objectivos estejam em harmonia com o seu posicionamento estratégico, princípios e valores.

O memorando ora assinado vai permitir aos beneficiários directos desenvolver as suas competências e conhecimentos junto de uma organização sólida, sustentável e com enorme potencial de crescimento, que hoje ocupa uma posição de destaque no sistema financeiro nacional“, disse João Figueiredo.

O PCA disse, igualmente, que o Moza conta actualmente com cerca 900 colaboradores, na sua maioria jovens, com uma média de idades de 35 anos.

“Temos pautado por uma forte aposta na capacitação humana, por via da formação e de uma política de retenção e valorização dos nossos recursos humanos. É nossa pretensão incrementar o nosso contributo nesta área, que consideramos estratégica para o posicionamento que o banco assume e a forma como é visto e reconhecido pelos seus stakeholders”.

Por seu turno, Oswaldo Petersburgo, Secretário de Estado da Juventude e Emprego, revelou que o Moza Banco é a primeira instituição neste novo ciclo de governação a rubricar um memorando visando assegurar os estágios pré-profissionais dos formandos dos institutos e centros de formação profissional.

“Queremos saudar o Moza Banco por ser a primeira instituição, neste ciclo de governação, a celebrar connosco este Memorando de Entendimento e apelar para as demais empresas seguirem o exemplo pois, temos objectivos comuns de produzir e desenvolver o país e os seus cidadãos, incluindo a própria empresa”, referiu Oswaldo Petersburgo.

Para Petersburgo, o estágio pré-profissional assume-se como uma plataforma relevante na transição da escola para o mercado do trabalho pois, é através dele que os recém-graduados complementam, desenvolvem e aperfeiçoam as competências do saber-fazer e saber-estar numa determinada profissão.

 

À luz deste memorando de entendimento, caberá ao Moza providenciar, a cada ano, oportunidades de estágio a pelo menos 10 jovens recém-graduados, fornecer ao INEP informações sobre a avaliação da qualidade dos estágios, disponibilizar ao INEP listas de estagiários por especialidade, idade, sexo, entre outras obrigações.

Ao INEP, caberá desenvolver acções visando garantir o acesso a estágios pré-profissionais dos formandos, inscrever e seleccionar candidatos a estágios pré-profissionais, colaborar com o Moza na promoção de iniciativas de promoção de pesquisas orientadas para a criação de emprego, prestar apoio técnico ao Moza Banco na implementação dos estágios, entre outras acções.

Refira-se que o presente memorando de entendimento terá validade de (2) dois anos, contados a partir da data de assinatura, podendo ser prorrogado, sempre que as partes assim acordarem.

vlcsnap 2020 05 08 11h29m15s965 - Moza Banco e Secretaria do Estado da Juventude e Emprego juntam-se na promoção de emprego
Notícia Anterior

O isolamento está a ser uma farsa- Pesquisador

Acucar na zambezia - Moza Banco e Secretaria do Estado da Juventude e Emprego juntam-se na promoção de emprego
Próxima Notícia

Há carência de açúcar na província da Zambézia

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat