18729111 101 - Montepuez Ruby Mining defende “dano zero” nas suas operações

Montepuez Ruby Mining defende “dano zero” nas suas operações

em EMPRESAS MARCAS E PESSOAS por

A Montepuez Ruby Mining (MRM) está comprometida com a segurança dos seus trabalhadores, daí que traçou uma política consubstanciada em “dano zero” para os seus colaboradores, em todas as operações de mineração e não só.

Em 2017, a mineradora iniciou o processo de estabelecimento e certificação do Sistema Integrado de Gestão em Saúde, Segurança e Meio Ambiente, a fim de cumprir as normas ISO 14001 e OHSHAS 18001, que visam aumentar a protecção da vida humana, da integridade física e da dignidade.

“A empresa está comprometida em melhorar as condições de trabalho, aumentar a motivação dos funcionários, mas acima de tudo valorizar e proteger a vida humana. Os exames médicos são realizados continuamente, para todos os funcionários, e a empresa está a tomar medidas preventivas, com vista a reduzir doenças e acidentes de trabalho”, apontou Piter Franque, médico da MRM.

Para a MRM, o Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho, que se assinala na próxima terça-feira, 28 de Abril, deve ser entendido como um momento de reflexão, marcado pela melhoria contínua do relacionamento da instituição com os seus funcionários.

Por outro lado, a mineradora mantém o compromisso de proteger o meio ambiente, acção fundamental para a maneira como realiza as suas práticas de mineração. Antes de iniciar as operações, a MRM realiza estudos ambientais, que servem como guia no gerenciamento de suas instalações, a fim de atender aos padrões nacionais e internacionais.

Segundo Domingos Negro, gerente de saúde e segurança na MRM, além dos requisitos legais que acompanham a licença da instituição, no curto prazo, há esforços para minimizar qualquer impacto desnecessário no meio ambiente, planeando com sensibilidade todas as actividades diárias de mineração.

“Antes e durante a mineração, colectamos sementes de plantas e árvores indígenas do solo superficial e criamos um banco de sementes. Em seguida, cultivamos essas sementes num viveiro, para o replantio à medida que concluímos a actividade de mineração em cada área. Isso apoia o nosso compromisso de proteger e reabilitar a terra e incentivar a biodiversidade na concessão.”

Leia:  Inaugurado complexo logístico de grafite em Nacala Porto

Por seu turno, Amarido Teixeira, chefe do Departamento de Saúde, Higiene e Segurança no Trabalho, assegura que “Nas operações de mineração, estamos comprometidos em conduzir e actualizar continuamente uma avaliação de impacto ambiental, avaliação da biodiversidade e planos de gestão relevantes, para minimizar os impactos na vida da mineração. Cada funcionário da MRM está comprometido em garantir a higiene e segurança no trabalho.”

Este ano, o Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho está concentrado na violência e assédio no local de trabalho, que constituem ameaças contínuas à saúde e segurança dos trabalhadores, bem como à produtividade e reputação de uma organização.