HIVSIDA na Zambezia - Há mais mulheres infectadas pelo HIV/SIDA na Zambézia

Há mais mulheres infectadas pelo HIV/SIDA na Zambézia

em DESTAQUES/SAÚDE por

Dados do Núcleo Provincial de Combate ao HIV/SIDA, indicam que há mais mulheres infectadas pelo HIV/SIDA em relação aos homens na província da Zambézia.

A informação foi avançada na semana última em Quelimane pelo Gestor de Programas do Núcleo Provincial de Combate ao HIV/SIDA, Helder Felizardo, à margem de uma capacitação de jornalistas em matéria da pandemia em alusão.

A percentagem de homens e mulheres varia entre, 15 a 49 anos de idade que são HIV positivo por área de residência. Trata-se de 20,5 por cento de mulheres e 12,3 por cento dos homens infectados por HIV/SIDA.

Apesar da zona urbana ser a mais privilegiada na difusão de mensagens preventivas da pandemia diferentemente da zona rural, continua a registar-se elevados índices de prevalência do HIV.

Leia:  PRM dispara contra a caravana de Manuel de Araújo