PR inaugura sistema de abastecimento de água em Mueda

em DESTAQUES/PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA por

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, inaugurou, na tarde desta quinta-feira, o Sistema de Abastecimento de Água de Mueda, um empreendimento construído de raiz no âmbito do Projecto PRAVIDA.

Este empreendimento, cuja execução das obras permitiu aumentar a capacidade de armazenamento de água de 400 para 1.500 metros cúbicos, cujo caudal é transportado através de uma conduta adutora de quatro quilómetros para um centro distribuidor com capacidade de armazenar 1.300 metros cúbicos, contra os anteriores 170 metros cúbicos.

Intervindo na ocasião, o Chefe do Estado considerou que a entrada em funcionamento do sistema vai contribuir decisivamente na melhoria da qualidade de vida das populações.

“Quando se fala de Mueda é frequente alinhar com o bastião da luta de libertação nacional. Mas, também, não é menos verdade que quando se relaciona com a crise crónica de água também se fala de Mueda. Hoje, estamos aqui em Mueda com satisfação redobrada, porque estamos a entregar uma obra promissora, que a população de Mueda muito tempo clamava”, considerou.

O Presidente Nyusi disse que o seu governo iria continuar a angariar fundos para que possa abranger a todos os residentes de Mueda em serviço de abastecimento de água.

“Cientes da problemática de falta de água no planalto de Mueda, continuamos a mobilizar mais recursos que visam suprir o problema. Isto porque temos consciência que este sistema, que hoje inauguramos, só vai beneficiar metade de habitantes da vila é que. Por isso, teremos de continuar, para que toda a população tenha água”, prometeu.

O Presidente da República instruiu à empresa gestora que fizesse uma administração criteriosa, com profissionalismo e ética e ainda com a preocupação de sustentabilidade do investimento realizado.

“Não queremos continuar a ouvir que água em Mueda é transportada em reservatórios grandes e vendida em detrimento do consumo regular das populações, nem saber que os produtos pagos irão ser desviados. Portanto, queremos uma gestão criteriosa e profissional”, vincou.

Leia:  Ultrapassamos a marca de 1000 notícias publicadas

Exortou igualmente à população a participar activamente na preservação da infraestrutura, como forma de assegurar a sustentabilidade e valorizar o investimento que o governo realizou. Nisso, inclui a não vandalização e realização de ligações clandestinas.