Ladrão confessa que foi contratado para roubar o banco de dados do Txopela e Chuabo FM

em DESTAQUES/EMPRESAS MARCAS E PESSOAS/SOCIEDADE por

As instalações da Afro Media Company, grupo privado de comunicação social baseado na capital provincial da Zambézia, Quelimane e que administra o Jornal Txopela e a Rádio Chuabo FM foram invadidas no pretérito dia 21 de Novembro corrente, e surrupiados diversos bens, avaliados em mais de meio milhão de meticais.

Foram furtados equipamentos da redacção central, sector técnico, audiovisual, e administração, o facto está a condicionar o normal funcionamento do grupo de comunicação que opera no centro de Moçambique.

Após o roubo e sabotagem do equipamento de emissão da estação da Rádio Chuabo FM, a administração participou o crime junto ao Serviço Nacional de Investigação Criminal- SERNIC que numa operação que o Jornal Txopela acompanhou ao detalhe e pormenor, foi possível a recuperação de 80% dos equipamentos furtados e a detenção de 05 meliantes.

Em conferência de imprensa convocada para apresentar os resultados operativos do SERNIC, o líder do grupo que dirigiu o peculato no Jornal Txopela e Rádio Chuabo FM em entrevista a diversos órgãos de comunicação social em Quelimane, confessou que foi contratado por um indivíduo [cujo nome omitimos a pedido das autoridades polícias que estão a investigar o caso ] para roubar o principal banco de dados da instituição.

O Serviço Nacional de Investigação Criminal refere que continuam as investigações com vista a responsabilização de todos os autores e mandantes bem como a recuperação de outros bens.

A Direcção de Informação do grupo de comunicação entende que, está acção visa acobardar o jornalismo vertical que os profissionais dos dois órgãos de informação sempre pautaram, “é mais um percalço de muitos que passamos diariamente para trazer informação sem censura e que narra os factos pelos nomes, é obra de gente muito bem identificada e que desde sempre tem estado a procura de artimanhas para nos silenciar, este é o preço que devemos pagar por desafiar os poderosos“ = Juenta Jorge, Editor Chefe.

Leia:  Nunca imaginei que estaria vivo até hoje — Manuel de Araújo

Leia

ZAMBÉZIA: Jornalista da Rádio Chuabo FM ameaçado de morte na sua residência