A meta era recrutar 50 jovens para o quartel da autoproclamada Junta Militar na Zambézia

em MULTIMÉDIA por
Saiu em setembro de Sofala e fui incumbida a missão de recrutar e criar um quartel da Autoproclamada Junta Militar pelo próprio General, Mariano Nhongo. Foi apresentado publicamente pela PRM nesta quinta-feira como trunfo de uma megaoperação de pacificação do País pelo Vice-Comandante Geral da Policia da Republica de Moçambique em Quelimane.
Em discurso directo e falando a jornalistas, Carlos Leão de nome completo explicou todos os contornos desde a sua chegada à Zambezia até detenção pela polícia. Fez saber que após a instalação dos quarteis em três pontos da província, estavam criadas todas as condições para o início de ataques armados na província central da Zambézia.
 
ASSISTA O VÍDEO AQUI: 

 
Leia:  Comerciantes queixam-se de falta de clientes e do futuro incerto em Quelimane