MOZALA - 350 mil dólares para reabilitação do antigo lar dos estagiários na Machava

350 mil dólares para reabilitação do antigo lar dos estagiários na Machava

/

A empresa de fundição de alumínio Mozal está a aplicar um total de 350 mil dólares para a reabilitação do antigo lar dos estagiários situado na zona industrial da Machava. O valor destina-se a reabilitação e apetrechamento das oficinas de carpintaria, serralharia, salas de aulas teóricas, bloco administrativo e um parque de estacionamento. A consumação do referido projecto resulta da parceria existente entre a Mozal e o Instituto de Formação Profissional e Estudos Laborais Alberto Cassimo (IFPELAC).

As partes, IFPELAC, Mozal e empreiteiro, juntaram-se, quinta-feira, para dar início as obras que terão duração de nove meses e igualmente assegurar ao grupo de camponeses que explora o espaço que, numa primeira fase, ninguém será obrigado a abandonar a respectiva machamba.

Intervindo no acto que marcou o início das obras, Adelino Novais, director-geral adjunto para a área de Formação Profissional falou do significado histórico que aquele edifício carrega, pois centenas de jovens moçambicanos passaram por um período de estágio profissional naquele local antes de seguirem para antiga Republica Democrática da Alemanha (RDA).

A partir de Agosto de 2020 quando as obras estiveram concluídas e o edifício entregue ao IFPELAC, outros jovens de outra geração terão um papel importante na história do país, pois serão desafiados a produzirem carteiras no âmbito da iniciativa presidencial para apetrechar-se todas as escolas desta província, disse Novais.

Tendo acrescentado que por via do processo de desenvolvimento de competências irão ajudar centenas de crianças que se sentam no chão fazendo a formação produção, apreendendo o ofício estarão a produzir carteiras para as escolas.

O director adjunto referiu ainda que o objectivo do IFPELAC em parceria com a Mozal é de valorizar aquele activo histórico e importante através da formação profissional virada a empregabilidade dos jovens.

Por isso, desafiou ao empreiteiro, a Zum Construções, para que na fase de reabilitação possa colocar alguns formandos como estagiários na construção dos pavilhões, carpintaria na fase de colocação de janelas e serralharia na fase de gradeamento.

O director de obras da Zum Construções, Percio Levy disse que a previsão para a entrega da primeira fase das obras é Agosto de 2020 quando tiverem concluído o Bloco de serralharia, carpintaria, administrativo, salas teóricas e armazém.

Em termos operacionais, a fonte afiançou que apenas será demolido aquilo que não estiver em condições, bem como aqueles que irão deixar de existir por conta da nova configuração das oficinas.

Levy garantiu que será feita a revisão geral da parte electrica e hidráulica para responder a nova demanda de serviços que ali serão prestados.

 

HCQ - 350 mil dólares para reabilitação do antigo lar dos estagiários na Machava
Notícia Anterior

HOSPITAL CENTRAL DE QUELIMANE: Pacientes sem redes mosquiteiras

Jornal Ikweli - 350 mil dólares para reabilitação do antigo lar dos estagiários na Machava
Próxima Notícia

MISA-Moçambique condena ameças contra jornalistas do Ikweli, em Nampula

Recente deDESTAQUES

Translate »
WhatsApp chat