Sala da Paz e Plataforma Monitor em prontidão para 15 de Outubro

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

A Plataforma de Observação Eleitoral Conjunta – Sala da Paz, confirma que estar tudo a postos para a observação das VIª Eleições Gerais e IIIª Eleições Provinciais (no qual pela primeira vez vai se eleger os governadores provinciais) no dia 15 de Outubro.

Para o efeito já estão formados e alocados pouco mais de quatro mil observadores eleitorais que vão colaborar directamente com a plataforma, sendo que outros mil ainda estão em processo de regularização da sua credenciação. Para o processo, a Sala da Paz espera poder contar com mais observadores de outras organizações que tem vindo a aderir a iniciativa de modo a ter uma maior abrangência do processo.

Com a excepção das províncias de Maputo, Inhambane e Niassa, a Sala da Paz vai estar activa em todas as províncias em parceria com a Plataforma Monitor e as acções estarão a ser coordenadas por organizações de cada província.

Neste âmbito, a Sala da Paz espera contribuir para que no dia 15 de Outubro, se registe uma votação pacífica e ordeira e que os resultados a serem anunciados pelos órgãos eleitorais reflictam a vontade expressa pelo eleitor através do voto e que sejam aceites por todos actores.

Ao nível central a Sala da Paz vai e a Plataforma Monitor vão interagir com Órgãos de Gestão Eleitoral, Polícia, representantes de Partidos Políticos, grupo de religiosos, jornalistas, académicos e representante da PGR. Espera ainda poder interagir com os parceiros de cooperação baseados em Moçambique e com diferentes missões internacionais de observação eleitoral com quem já tem estado a colaborar, como por exemplo: Missão de Observação da União Europeia, Missão de Observação da SADC, Missão Internacional de Observação do EISA entre outros.

No dia 15 de Outubro vai ter pelo menos quatro sessões de avaliação do processo, tendo em conta as fases, nomeadamente a abertura dos postos de votação, avaliação intermedia do processo de votação, avaliação do encerramento dos postos de votação e a avaliação da fase do apuramento dos resultados eleitorais.

Leia:  “Depois das eleições voltei a ser eu” — Rogério Waro Waro

Para a produção dos informes de avaliação, a Sala da Paz em parceria com a Plataforma Monitor, vai fazer uso de informações partilhadas pela sua vasta equipa de observadores eleitorais, espalhados pelos distritos do país, interagir com diferentes partes interessadas e envolvidas no processo eleitoral, assim como fontes alternativas de informação, tais como: órgãos de comunicação social, redes sociais, plataforma Txeka Lá entre outras.