PR inaugura Porto de Pesca na Beira

em DESTAQUES/PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA por

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, inaugurou o cais nº1 do Porto de Pesca da Beira, localizado na cidade da Beira, província de Sofala.

“A cadeia de valores no sector de pesca que vai desde a captura do pescado, conservação, processamento e comercialização no Porto de Pesca da Beira, ganha o seu verdadeiro sentido, o que naturalmente irá concorrer para que tenhamos mais e melhor pescado e, consequentemente, a subida dos níveis de consumo em consonância com o estabelecido pela Organização Mundial de Saúde, para além de aumento de exportações”.

Foi com estas palavras que o Presidente da República Filipe Nyusi, começou a dirigir-se a centenas de pessoas, que se faziam presentes na cerimónia de inauguração do Cais nº1, que dada a sua reabilitação, ampliação e colocação de equipamentos modernos, é neste momento o maior de Moçambique.

Com efeito o Porto de Pesca da Beira tem cerca de 380 metros de extensão, contra anteriores 188, e com capacidade para atracagem de 16 embarcações industriais em simultâneo, contra oito anteriores. Possui ainda, seis câmaras frigoríficas com capacidade para 500 toneladas por dia, a uma temperatura que varia entre menos 60 graus, a menos 25 graus centígrados.

O porto de Pesca da Beira possui ainda uma fábrica de gelo com capacidade para produzir 60 toneladas por dia e uma sala de processamento de pescado com capacidade de 50 toneladas por dia. Assim o porto em referência tem a capacidade de manusear cerca de 70 mil toneladas de pescado por ano, fazendo dele um dos maiores da região Austral de África.

Neste momento, o Porto possui 120 trabalhadores. “Isso contenta-nos porque é uma grande oportunidade de emprego. Agora todos nós temos que trabalhar para que os rendimentos sejam uma realidade e exortamos ao sector do Mar, Águas Interiores e Pesca para que aprimore a fiscalização nas nossas águas para evitarmos pescas ilegais assim como a poluição das águas moçambicanas.

Leia:  RENAMO promete combater a corrupção no sector de Educação

O Embaixador da China, Su Jian, país que financiou a reabilitação e ampliação deste porto garantiu que o seu país continuará a privilegiar a cooperação sino-moçambicana.