LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Os bairros Santagua e Manhaua em Quelimane, sem água a seis meses.

em ECONOMIA E NEGÓCIOS/REPORTAGEM/SAÚDE/SOCIEDADE por

Alguns residentes dos bairros Santagua e Manhaua na cidade de Quelimane na Zambézia, denunciam que a cerca de seis meses a água não jorra nas suas torneiras, facto que preocupa aqueles cidadãos que para beber, lavar loiça ou roupa, cozinhar e outros fins, recorrerem a poços tradicionais mesmo sabendo da impureza do liquido precioso que ali cartam.

Falando esta segunda – feira ao Jornal Txopela, Júlia Narciso residente no bairro Santagua explicou que devido ao problema, é forçada a consumir água suja dos poços tradicionais que também são insuficientes.

“A situação neste bairro em relação a água é de facto critica, nós e os nossos filhos estamos expostos a apanhar facilmente doenças como a diarreia.” Lamentou!

O mesmo problema vivem os residentes do bairro Manhaua arredores da cidade de Quelimane, como clamou Virgínia Viscale em entrevista ao Jornal Txopela, tendo explicado que o problema teve início em Janeiro deste ano, depois de uma escavação realizada o ano passado pelo Fundo de Investimento, Património e Abastecimento de Água – FIPAG em trabalho de manutenção na rua por onde passa o tubo que canaliza água para as torneiras de algumas casas das duas unidades residências.

“Acreditamos nos que foi na altura em que o FIPAG realizava um trabalho de manutenção, acabou danificando um dos tubos que canaliza água para as nossas torneiras. Por isso pedimos socorro a quem do direito para resolver este problema. Já fomos reclamar muitas vezes com a FIPAG, mas a resposta tem sido promessas que a seis meses não cumprem.”

O Jornal Txopela soube de outras fontes, não se tratar da primeira vez que residentes dos bairros Santagua e Manhaua ficam longos períodos sem água. E, quando jorra água em suas torneiras, é com dificuldades.

Leia:  Niassa vice-campeã no índice de desistências escolares em Moçambique

Entretanto, no bairro Brandão ainda em Quelimane os residentes dizem estar a consumir água impropria. Sustentam que o sabor da água que jorra em suas torneiras não é agradável, e que deve ser este facto que muitas crianças naquele bairro estão com dores de barriga e diarreia.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat