Em entrevista, Sinalia Pompílio Jaime representante do Curso de Geografia 4º ano defendeu que as pessoas devem abandonar o uso do conhecimento do senso comum pois é a partir destes que trazem controvérsias entre as pessoas a ponto de arruinar o planeta.

LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Estudantes de Geografia na Unilicungo defendem o uso do conhecimento das ciências Geografias.

em DESTAQUES/EDUCAÇÃO/OPINIÃO por

Os estudantes do Curso de Geografia na Universidade Licurgo na Zambézia defendem o uso do conhecimento das Ciências Geográficas para salvar o planeta ao envés do uso do conhecimento do senso comum.

Os estudantes falavam nesta segunda-feira (16) numa exposição no átrio do campus da Universidade Licurgo em Quelimane por ocasião das realizações das Jornadas Científicas.

Em entrevista, Sinalia Pompílio Jaime representante do Curso de Geografia 4º ano defendeu que as pessoas devem abandonar o uso do conhecimento do senso comum pois é a partir destes que trazem controvérsias entre as pessoas a ponto de arruinar o planeta.

“Existem componentes extraordinários na natureza que devem ser tratados como devem ser e por falta de conhecimento básico, as pessoas chegam de arruinar usando o conhecimento do senso comum. Contudo, nesta exposição temos a representação de todos Manquites Geográficos divididos em forma física e económica, no qual incluem horizontes do sol como por exemplo o horizonte O. Este horizonte, é responsável na reprodução de todos os seres vivos localizado na parte externa da terra ”

Sinalia Jaime, explicou que este tipo de conhecimento devia ser expandido em todos classes e níveis de modo que os estudantes assimilassem os conhecimento com a pratica  na sociedade.

Leia:  Unilicungo pretende ser a maior Universidade de referência em Moçambique
Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat