LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Albinos inseguros na Zambézia

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Devido a onda de sequestros e mutilação de pessoas portadoras de albinismo registados um pouco por todo o pais nos anos passados, continua a insegurança daquela camada no dia-a-dia de suas actividades rotineiras por temer raptos.
A preocupação foi manifesta esta terça-feira (30) em Quelimane pelo Delegado Provincial da Associação de Apoio a Albinos de Moçambique na Zambézia, Cristiano Cumbane, alusivo as comemorações do dia mundial do combate ao tráfico de pessoas.
Cristiano Cumbane, disse que apesar do fenómeno ter reduzido a cinquenta porcento, aquela camada e pessoas calvas, sentem-se inseguras devido a alguns casos esporádicos que se registam na Zambézia. Explica ainda que o factor do mal deve-se a falta de informação da base das pessoas praticantes do acto.
No seu entender, o governo devia reforçar na difusão de informações estratégicas para o combate do mal.

Leia:  Aeroporto de Nacala é destaque em premiação mundial de engenharia
Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat