LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Nelson Lineu apresenta Asas da Água em Quelimane

em DESTAQUES/EDUCAÇÃO/SOCIEDADE por

“as casas na cidade são cópias das casas no rio aprendemos a decorá-las com os peixes” (Lineu, 2019: 21)

Nelson Lineu apresentou nesta segunda-feira (19) no salão nobre do Conselho Autárquico de Quelimane, a sua recente obra “asas da água”, a segunda obra literária após “Cada um em mim”.

Nelson Lineu é um Jovem poeta Moçambicano e membro da Associação Nacional dos Escritores, que se engrenou no mundo poético de onde vem deixando marcas retratando a realidade do quotidiano por meio de palavras.

A sua primeira obra intitulada “Cada um em mim” foi lançada em 2014 e segundo Nelson Lineu “serviu de preparação para o segundo livro, uma vez que era ainda prematuro no mundo literário. Sai de Quelimane para a cidade de Maputo para mi formar em engenharia, mais carregava o sonho de fazer música “Rep” e foi através da música que acabei ganhando o gosto pela leitura. Fazia leituras para melhorar as minhas letras e acabei desistindo do curso de engenharia para fazer a filosofia e foi assim que dei os meus primeiros passos para a literatura” – contou o autor.

No combinado de breves poemas de Asas da Água lançado em Julho do presente ano em Maputo, busca retratar o mundo que envolve o sujeito da obra, seguindo três elementos “o rio, a folha e a ave”, que correspondem a três secções que dividem o livro, todas elas repartidas em quinze poemas.

“O livro foi lançado em Maputo mas era meu desejo lançar aqui em Quelimane como minha terra natal e com o apoio do presidente do Conselho Autárquico Manuel de Araújo, hoje estou aqui para apresentar o livro, espero que sirva de motivação a outros jovens que sonham e desejam entrar no mundo da literatura” – disse Nelson Lineu.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat