LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Policia Municipal destrói banca e cria desconforto aos vendedores do Brandão em Quelimane

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Vendedores de artigos de roupa usada, vulgo calamidades no mercado do Brandão, foram colhidos de surpresa na manhã desta Quinta-feira, pela Polícia Municipal da cidade de Quelimane, demolindo uma banca melhorada.

Testemunhas no local, explicaram que não tiveram informação por parte das autoridades municipais, apenas a Polícia Municipal e alguns Agentes da Polícia da República de Moçambique, munidos de martelos e machados, trataram de destruir as barracas alegando estar a cumprir uma ordem do presidente Manuel de Araújo, para derrubar a banca do senhor Daúdo João.

“A partir das 10 horas, a polícia municipal e outros agentes munidos de instrumentos contundentes chegaram aqui e começaram a demolir a banca do senhor Daúdo; ao certo desconhecemos a motivação que levou a agir daquela maneira”

Por sua vez, Melo Gonçalves, Porta-voz da Polícia Municipal da cidade de Quelimane disse que a operação que a corporação estava a efectuar é legal porque, segundo as suas palavras, o município recebeu uma exposição de uma munícipe a pedir a remoção de uma banca que foi erguida em frente da sua residência e tomando este conhecimento, o presidente autorizou a demolição da mesma.

“A Polícia Municipal, a DUC, o Gabinete Jurídico e Área de Construção estão a efectuar um trabalho resultante do mandado do presidente do conselho autárquico Manuel de Araújo, portanto é um trabalho multissectorial, resultante de uma exposição feita a partir de uma munícipe que viu o seu espaço ser invadido por vendedores de artigos de roupa e nós estamos a cumprir” – esclareceu.

Melo Gonçalves afirmou que é um trabalho para o bem comum, porque, segundo explicou, a partir deste trabalho, a edilidade vai aproveitar e fazer a urbanização daquela região para garantir a beleza da cidade de Quelimane.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat