Pio Matos diz estar disposto a governar a Zambézia

em DESTAQUES/REPORTAGEM por

Pio Augusto Matos de nome completo, ex-edil de Quelimane, forçado a renunciar o cargo pela liderança do seu partido, a FRELIMO em 2011, por gestão danosa do Conselho Municipal de Quelimane [na anterior designação], em entrevista ao Jornal Txopela e a Rádio Chuabo FM refere que “se o partido me convidar eu aceito sem problemas” a posição de candidato à governador da província central da Zambézia pelo cinquentenário.

Estas declarações foram proferidas após o lançamento da “Onda Vermelha” na Zambézia, uma pré-campanha do candidato da Frelimo, Filipe Nyusi à Presidência da República, onde Nyusi o apresentou aos demais militantes no evento como um membro respeitável no comité provincial e central.

Pio Matos é visto nos últimos dias em campanhas de aparição publica e mediática, quarta-feira (17) última procedeu a entrega de 18 pares de equipamentos e bolas em igual número para as equipes que deverão participar no campeonato da cidade. Pio Matos, governou Quelimane por três mandatos consecutivos.

Leia:  Presidente da República empossa novos quadros