FNB reforça investimento na sua transformação

em DESTAQUES/EMPRESAS MARCAS E PESSOAS por

– Em linha com o seu plano de negócios para os próximos dois anos, em que o Banco estará focado num ambicioso programa de transformação para tornar-se num parceiro cada vez mais relevante neste mercado, os accionistas do FNB Moçambique reforçaram o seu investimento no Banco através de um aumento de capital social no valor de USD 4,7 milhões, como parte do plano de investimento estratégico a executar entre 2019-20. 

 

O FNB Moçambique continua a avançar no seu esforço de transformação para se tornar um banco de referência no mercado moçambicano em termos de eficiência, excelência de serviços e rentabilidade, alinhando-se em termos de inovação, melhores práticas, padrões de operação e centricidade no cliente com o FirstRand, o maior grupo financeiro em África por capitalização bolsista, do qual o FNB Moçambique faz parte juntamente com o RMB (Rand Merchant Bank). Enquadrado no referido plano de transformação profunda, os accionistas do FNB Moçambique realizaram mais um aumento do capital social como parte do plano de investimento estratégico traçado para o Banco nos próximos dois anos.

 

Segundo, Paulo Pereira, Adjunto do Administrador Delegado do FNB Moçambique, “os próximos 2 anos, tal como previsto, serão de investimento centrado na transformação, revisão de todos os processos internos, tecnologias de suporte e também de elevado investimento no capital humano. “Estamos a implementar a reestruturação, prioritizando o desenvolvimento das nossas competências e de excelência, as nossas infraestruturas tecnológicas e operacionais, melhorando a qualidade e a comodidade no atendimento dos nossos Clientes.”

Como parte do referido plano de transformação o FNB Moçambique está também a executar uma restruturação da sua rede de distribuição, investindo na presença em geografias estratégicas para o Banco, onde ainda não se encontra presente, e retirando-se de alguns pontos onde já possui outras representações próximas que possam também servir adequadamente os respectivos clientes. Ainda segundo Paulo Pereira, “uma parte significativa do investimento irá ser feita no capital humano, com vista ao desenvolvimento de competências alinhadas ao novo posicionamento, ao reforço da equipa com profissionais experientes e com níveis de performance alinhados a nossa estratégia e ao reajuste na dimensão da força de trabalho acompanhada de ganhos de eficiência na execução de processos por via de automatização suportados por tecnologias adequadas.”

Leia:  Não ao aproveitamento político do assassinato de Amurane! — Miguel Luís

O forte investimento na Estratégia de Transformação, conforme previsto no plano de negócios do FNB Moçambique, irá deteriorar os resultados de 2019 e 2020, devido ao custo de implementação das iniciativas de referida transformação. Contudo, irá garantir, ainda segundo Paulo Pereira, “um forte crescimento a médio prazo, com os resultados a tornarem-se positivos a partir de 2021”.