LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Buracos antecipam partos nas ruas em Quelimane

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Motociclistas da cidade de Quelimane reclamam pela degradação acentuada das vias de acesso, facto que tem contribuído negativamente nas suas actividades rotineiras.
Para além de provocar graves problemas mecânicos nas suas viaturas, a situação tem criado embaraços às mulheres grávidas quando se encontram em trabalhos de partos.
Segundo como afirmam alguns automobilistas, muitas são as situações em que mulheres grávidas dão parto, antes de chegar as unidades sanitárias, facto que tem sido motivo de pânico para os mesmos.
Trata-se particularmente das avenidas Julius Nyerere, Heróis de Libertação Nacional, Avenida da Liberdade e Eduardo Mondlane, que dão acesso ao centro da urbe, que se encontram parcialmente e totalmente esburacadas.
O transportador de triciclos com motor vulgarmente designado de Txopela, Luís Risco, disse que para além de criar graves problemas mecânicos nos seus transportes, coloca em risco a vida das mulheres e seus bebes.
“Ontem uma mulher deu parto no meu Txopela porque ao tentar esquinar um buraco menor, fui encontrar o buraco maior. Como é difícil uma mulher em trabalho de parto suportar tais buracos, o bebé nasceu” -realçou.
Para, o táxi-ciclista, Eduardo Zeca, a situação de buracos nas ruas tem sido o principal motivo de acidentes. Associa tal facto a desatenção por parte da edilidade.
“Não é que o Presidente do Conselho Autárquico não está a trabalhar mas as pessoas que trabalham com ele devem prestar mais atenção com relação aos buracos. As estradas não estão boas mesmo” -disse Eduardo Zeca.

Leia:  Manuel de Araújo participa no “World Cities Summit” em Singapura
Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat