Amnistia internacional condena às ameaças de morte contra Manuel de Araújo

em DESTAQUES/POLITICA por

 

Amnistia Internacional, uma organização não governamental com sede em Londres e que defende os direitos humanos em todo mundo emitiu a partir do seu escritório regional na Africa do Sul, uma nota de repudiou contra as ameaças de morte que o político moçambicano, Manuel de Araújo vem sofrendo nos últimos dias.

“Estas táticas de intimidação pré-eleitorais são um terrível lembrete do que tende a acontecer durante as eleições em Moçambique; ameaças de morte e intimidação. Nós temos testemunhado este padrão sombrio e como líderes políticos são perseguidos e até mesmo mortos por suas opiniões críticas”. disse Deprose Muchena, diretor regional da Amnistia Internacional para a África Austral.

O principal candidato da oposição numa eleição histórica para a posição de governador da província da Zambézia, no centro de Moçambique, enfrenta ameaças de morte e intimidação antes da votação de Outubro, afirma a Amnistia internacional

Manuel de Araújo é o candidato do principal partido da oposição, a Resistência Nacional de Moçambique (RENAMO) para o cargo de governador da província da Zambézia> Ele é atualmente o edil de Quelimane.

Leia:  "Faz Crescer" cria soluções para a educação na Zambézia