A VEZ DE BORIS JOHNSON: De jornalista ambicioso e apoiante do Brexit à Primeiro – Ministro do Reino Unido.

em OPINIÃO por

“É um homem que espera para ver para que lado a multidão está a correr antes de ‘sprintar’ para a dianteira e gritar: ‘sigam-me!’”

Michael Heseltine, antigo vice – primeiro-ministro britânico conservador sobre Boris (Setembro de 2018).

23 de Julho de 2019 estará escrito para sempre como o dia e ano em que Alexander Boris de Pfeffel Johnson ou se quisermos Boris Johnson chega ao cargo de Primeiro – ministro britânico, sucedendo desta feita a não menos conhecida Theresa May.

Antes de Boris chegar a primeiro – ministro do Reino Unido, ele foi Ex – Ministro dos Negócios Estrangeiros e Mayor de Londres. O percurso de Boris para chegar a um dos cargos mais cobiçados do Reino Unido, nem sempre foi um mar de rosas, houve polémicas pelo meio, uma das quais e que assombrava Boris nos seus propósitos é a acusação que pesa sobre si de ter agredido verbalmente a actual namorada Carrie Symonds.

Boris Johnson, nascido nos EUA, filho de pais britânicos, 55 anos de idade chega ao poder com muitos propósitos sendo um deles e talvez o que mais visibilidade tem dado ao novo primeiro – ministro é a saída do Reino Unido do Brexit, um sentimento e vontade que jamais escondeu.

Os mais desatentos podem ser levados a concluir que Boris foi sempre um político, mas não, o novo PM é jornalista de carreira, profissão que abraçou na década 80 e só a partir de 2001 que a sua carreira política tem início quando foi eleito para representar o círculo de Henley no Parlamento do Reino Unido.

Apoiante da intervenção militar no Iémen e do comércio de armamento com a Arábia Saudita, muitas são as polémicas em que o novo PM se viu envolvido antes de ocupar o cargo que anteriormente foi ocupado por Theresa May.

Leia:  A capoeira do jovem Sima Yangu

Politicamente, Johnson é Conservador e actual líder do seu partido.

É este o perfil sintético do homem que se segue como primeiro – ministro no Reino Unido.