Quelimane adere à Aliança para a Descarbonização dos Transportes

em DESTAQUES/POLITICA por

Quelimane aderiu à Aliança para a Descarbonização dos Transportes, tornando-se uma das primeiras cidades moçambicanas a juntar-se a outras cidades do mundo no processo de redução de emissão de carbono pelos meios de transportes.

A Aliança para a Descarbonização dos Transportes (TDA), é constituída por Países, Cidades & regiões e Empresas, sendo suportada no trabalho de uma ambiciosa “coligação de vontades” que prepara o caminho irreversível para uma transformação global acelerada, rumo a uma mobilidade de zero emissões líquidas.

Um comunicado de imprensa enviado ao Jornal Txopela, cita que a adesão foi feita mediante a assinatura de um memorando entre o Conselho Autárquico da Cidade de Quelimane e a Aliança para a Descarbonização dos Transportes.

O acto, foi conferido nesta terça-feira (11), pelo Presidente do Conselho Autárquico da Cidade de Quelimane, Manuel de Araújo, e João Pedro Matos Fernandes, Ministro do Ambiente e da Transição Energética do XXI Governo de Portugal, nas instalações da Embaixada de Portugal, na Cidade de Maputo.

Segundo o comunicado, o memorando de entendimento permitir que as cidades aliadas partilhem informações, técnicas e experiencias para a transformação global acelerada, rumo a uma mobilidade de zero emissões líquidas.

A Luz do referido memorando, que une esforços, as cidades vão actuar nos domínios dos transportes e alterações climáticas, onde os actores assumem um compromisso público para acelerar a acção de descarbonizar o transporte para atingir “zero emissões líquidas” no sector até 2050.

Quelimane entra agora para uma rede de cidades com uma vantagem na utilização de transportes não poluentes com a promoção do uso de táxi-ciclismo.

Leia:  FRELIMO em Quelimane desnorteia órgãos de comunicação