Ossufo Momade acusa o Governo moçambicano

em DESTAQUES/POLITICA/ÚLTIMAS por

O Presidente da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO), acusa o Governo da República de Moçambique de irresponsabilidade social, devido a pobreza extrema que se vive no país, relacionado com insuficiência alimentar e outros meios que carecem de especial atenção.

Issufo Momade, falava em teleconferência esta segunda-feira (24), alusivo aos 44 anos da Independência de Moçambique, que se assinala a 25 de Junho de cada ano.

Além da insuficiência alimentar, Issufo Momade, disse ser inaceitável após quarenta e quatro anos Independência, registar-se falta de água potável, escolas precárias, faltas de unidades sanitárias, transportes e outros serviços públicos.

Segundo o Presidente da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO), a “máquina governativa da FRELIMO” esta preocupada com a exploração do rubim, areias pesadas e outros recursos que lhes permite arrecadar milhões de dólares para próprios fins.

“Passados quarenta e quatro anos de Independência, passamos a verificar níveis inaceitáveis de pobreza, incluindo a insuficiência alimentar, quando temos milhares de terra arável. Os dirigentes do regime, estão preocupados com a exploração do rubim, areias pesadas e outros recursos que lhes permitem arrecadar milhões de dólares para seus bolsos”- realçou.

Num outro desenvolvimento, Issufo Momade, considera de forças diabólicas os “homens armados da RENAMO” que publicamente tentaram manchar o bom nome do partido, por negar a legitimidade da sua candidatura nas eleições gerais marcadas para 15 de Outubro do ano em curso.

Leia:  Os dias mais negros da história da Beira