Empreiteiros abandonam construção do bloco operatório em Mulevala

Empreiteiros abandonam construção do bloco operatório em Mulevala

em SAÚDE por

 

Mais de cinco empreiteiros abandonam a construção do Bloco Operatório do distrito de Mulevala por razões ainda desconhecidas pela Direcção Distrital de Saúde Mulher e Acção Social daquela circunscrição geográfica.

As obras para a construção do Bloco Operatório em alusão iniciaram a 5 anos, é caracterizado pela desistência frequente dos empreiteiros que não explicam o motivo do abandono da infraestrutura que um dia juraram cumprir com os prazos de entrega.

O Director Distrital de Saúde Mulher e Acção Social de Mulevala, associa o abandono à falta de compromisso dos empreiteiros com o trabalho. Garante ainda estar em curso um processo de procura de novo empreiteiro para dar seguimento os trabalhos da obra.

A planta do Bloco Operatório que sofre constantes abandonos no distrito de Mulevala, será constituída de duas salas de operação e alguns compartimentos administrativos.

O objectivo do empreendimento é reduzir à distância e despesas da população do distrito de Mulevala que percorrem vários quilómetros a procura de cuidados de saúde especializados.

Alguns moradores entrevistados pelo Jornal Txopela, dizem tudo ser possível naquele distrito, se olhar pelos últimos acontecimentos, como é o caso de uso das instalações da Rádio Comunitária para fins impróprios.

“Desde 2014 que as obras tiveram início até agora não terminam. Não sabemos de certo o que esta a acontecer.  Dizem que era para ser bloco operatório, mas de lá até então não estamos a ver o progresso da obra. Nossa única saída é Mocuba ou outros distritos para sermos operados”

Lamentam a demora daquela infra-estrutura, uma vez que continua a lesar famílias que não possuem condições para se deslocar aos distritos para obter outros cuidados de saúde especializados. Acrescentam ainda que por muitas vezes, na tentativa de buscar os serviços especializados em outros distritos, alguns perdem a vida pelo caminho.