LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Manuel de Araújo governa Quelimane pelo WhatsApp

em DESTAQUES/POLITICA por

Manuel de Araújo governa Quelimane pelo WhatsApp

O Presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, Manuel de Araújo pode ser comparado com Céphas Bansah um mecânico em Ludwigshafen na Alemanha, onde vive desde os anos 70, mas é também o líder espiritual do seu povo, os Ewe, que vivem no interior do Gana. Foi notícia em 2015 por conta do uso do Skype e a partir de videoconferências e troca de e-mails, comandar seus súditos e administrar suas terras.

Não está distante da realidade em Quelimane, Manuel de Araújo, edil reeleito para administrar Quelimane por um quinquénio está constantemente ausente da Autarquia onde dirige o governo municipal. As ordens de trabalho e coordenação das actividades semanais acontecem graças ao aplicativo multiplataforma de mensagens instantâneas e chamadas de voz – WhatsApp.

O Jornal Txopela apurou que nos grupos de trabalho da Autarquia no WhatsApp, De Araújo busca entender mesmo distante da cidade a par e passo as actividades das 8 vereações, propõe soluções para os diferentes problemas apresentados. Conquanto diversos segmentos da sociedade em Quelimane repudiam vivamente este modelo de administração, advogando que não é compatível com as necessidades e peculiaridades de uma Autarquia.

Através do WhatsApp por exemplo” não é possível assinar os processos de pagamentos dos serviços necessários para que a cidade funcione normalmente na sua ausência” e acrescenta “o problema da recolha de lixo que assistimos nos últimos dias, é resultado da ausência da única pessoa autorizada a assinar cheques e pagar aos fornecedores”.

A repulsa dos munícipes e adversários políticos do autarca principalmente, não é de hoje, pese embora as vozes tendem a gigantear-se nos últimos meses, Manuel de Araújo não recua um centímetro das suas viagens aos países europeus principalmente, onde segundo justifica está a busca de financiamentos para diversos projectos socioeconómicos para Quelimane.

Leia:  Moradores de Cossore privados de água potável

A recente estadia de Manuel Araújo em Quelimane durou apenas 6 dias. Com o lixo a sufocar os citadinos, sem o pagamento de salários de março aos colaboradores da edilidade entre outros problemas perenes Araújo tomou voo e foi-se.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat