LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

IDAI: 561 salas de aulas destruídas na Zambézia

em EDUCAÇÃO por

O ciclone IDAI, que se fez sentir nos últimos dias, destruiu um total de Quinhentas e Sessenta e Uma (561) salas de aulas ao nível da província central da Zambézia.
Das quinhentas e sessenta e uma salas destruídas, Cento e Quarentas e Uma (141) salas de aulas foram construídas de material convencional e Quatrocentas e Vinte (420) salas de aulas construídas de material precário.
Os dados foram revelados esta quinta-feira (28) em Quelimane, pelo Director Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano da Zambézia, Aldo Mussossa em entrevista ao Semanário Txopela.
Aldo Mussossa, afirma que, foram destruídas cerca de 107 salas de aulas no distrito de Chinde, 66 para o distrito de Maganja da Costa, 70 no distrito de Mocuba, 54 em Molumbo e 48 em Nicoadala.
A situação, afectou cerca de Cinquenta e Três Mil, Oitocentos e Dezasseis (53.816) alunos e Oitocentos e Setenta e Nove (879) professores, que foram enquadrados em outras salas de aulas das escolas vizinhas onde as famílias encontram-se reassentadas.
“Os alunos não deixaram de frequentara à escola porque houve alternativa de lhes enquadrar nas escolas vizinhas onde estão reassentados. Além disso, fomos obrigados a criar três turnos para compensar aquelas salas que foram destruídas”-realçou.
O Jornal Txopela apurou que, face a situação, o Governo Distrital e Agentes económicos de Molumbo, efectuaram uma doação de trezentas chapas de zinco para ajudar na construção de escolas destruídas naquela circunscrição geográfica.
Além de doações de trezentas chapas de zinco, os conselhos das escolas, pais e encarregados de educação ao nível dos distritos afectados, continuam a envidar esforços de forma a reerguer as salas de aulas destruídas.
Aldo Mussossa, apela a todos intervenientes da Sociedade Civil e dos partidos políticos, a aliar-se a causa, com o objectivo de criar condições de ensino e aprendizagem para as crianças afectadas, uma vez que a educação é direito de todos os cidadãos moçambicanos.

Translate »
Ir para topo