LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Eleições Gerais de 2019: CNE quer a sociedade civil envolvida na educação cívica

em DESTAQUES/ELEIÇÕES GERAIS DE 2019 por

O porta-voz da Comissão Nacional de Eleições, Paulo Cuinica convidou a sociedade civil a incluir acções de educação cívica eleitoral nos seus trabalhos de modo a mobilizar os potenciais eleitores a afluírem massivamente nos postos de recenseamento que vai decorrer de 15 de Abril a 30 de Maio deste ano.

Falando aos presentes na “Conferência de Coordenação para a Observação Eleitoral” organizado pela Plataforma de Observação Eleitoral Conjunta, Sala da Paz, que decorre na cidade da Beira, Cuinica lembrou que a educação cívica eleitoral é responsabilidade de todos, incluindo da sociedade civil.

“A educação cívica eleitoral não é monopólio dos órgãos de gestão eleitoral e dos partidos políticos. É da responsabilidade de todos os actores, incluindo a sociedade civil para garantir que o maior número de cidadãos se recenseiem e estejam habilitados para exercer o seu direito eleitoral.”.

Segundo Cuinica, “a observação eleitoral é resultado de um conjunto de actividades, dentre as quais inclui a educação cívica eleitoral”.

Mais adiante, o porta-voz da CNE apelou as organizações a coordenarem melhor as suas acções para que não estejam todas concentradas em alguns locais enquanto noutras regiões não tenham observadores.

Leia:  A ONDA DE CABRA-CEGA CONTINUA: RENAMO ainda sem cabeças de lista na Zambézia
Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat