LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

MOÇAMBIQUE: Pescadores artesanais passam a deter cartão de identificação

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Mais de 200 mil pescadores artesanais em Moçambique, passam a deter um cartão de identificação que lhes vai permitir ter acesso a um subsídio básico na idade avançada através do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).

A medida, visa melhorar o nível de renda dos pescadores artesanais e sua cadeia de valores, promovendo micro, pequenas e médias empresas e iniciativas estratégicas privadas para o desenvolvimento da pesca e aquacultura.

A informação foi avançada esta sexta-feira (01) em Quelimane, pelo Ministro do Mar Águas Interiores e Pescas de Moçambique, Agostinho Mondlane em conferência de imprensa.

Agostinho Mondlane, disse ser necessário sensibilizar os actores económicos, sobre a necessidade de alinhar o desenvolvimento das actividades económicas com a sustentabilidade dos recursos marinhos.

O Ministro do Mar Aguas Interiores e Pescas de Moçambique, disse ainda que a instituição que dirige esta empenhada na transformação do pescador artesanal em pescador cidadão, que segue as leis naturais e administrativas para a sustentabilidade da pescaria e aquacultura.

“A medida visa desenvolver planos de gestão para uma pesca sustentável. O que estamos a ver é que o pescador trabalha mas chega um tempo em que o mesmo não tem forças para trabalhar. Vimos a necessidade de o pescador artesanal passar a pertencer ao INSS”-afirmou

Agostinho Mondlane, lamenta facto de ser baixo o nível de licenciamento pesqueiro, facto que contribui negativamente para o alcance das metas daquele sector no país.

Leia:  “Quando resta o nada para tanto”
Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat