Avião presidencial avaria com Nyusi a bordo em Quelimane

em DESTAQUES/POLITICA/PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA por

A aeronave da força aérea moçambicana que transportou o Presidente da Republica, Filipe Nyusi à Quelimane no âmbito da sua visita de avaliação dos danos causados pelo ciclone e chuvas fortes que assolam a zona centro do País, avariou na tarde deste domingo (17) quando tentava levantar voo a caminho de Tete para continuar a acompanhar in loco a situação real das catástrofes naturais , apurou o Jornal Txopela.

O jacto presidencial que deveria transportar o Chefe do Estado avariou minutos após decolar no aeródromo de Quelimane com Filipe Nyusi a bordo. Após o incidente Nyusi foi obrigado a seguir viagem num voo comercial das Linhas Aéreas de Moçambique- LAM.

O Diário da Zambézia, um matutino editado na cidade de Quelimane, acrescenta que Filipe Nyusi não conseguiu cumprir a sua agenda de trabalho na Zambézia dado que não aterrou nos distritos de Chinde, Maganja da Costa e Nicoadala, locais programados para a sua passagem para interagir com os cidadãos nos centros de reassentamento.

O incidente ao nível da opinião publica na capital provincial da Zambézia, Quelimane está a suscitar teorias de conspiração e sabotagem contra o Presidente Nyusi.

Leia:  POLÍCIA COMUNITÁRIA: PRM distancia-se e promete mão dura contra os infractores