PRM espanca jornalista em Quelimane

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) agrediram e espancaram violentamente um jornalista em pleno exercício das suas actividades profissionais na cidade de Quelimane. Trata-se do Jornalista Nhama Matabicho, do Jornal Diário da Zambézia, editado em Quelimane.

O caso deu-se na manhã desta terça-feira, (05) ao longo da Avenida Eduardo Mondlane, quando o jornalista se encontrava a captar imagens usando um telefone, e devidamente credenciado.

A PRM surgiu naquele local com a missão de evitar a marcha organizada pela Sociedade Civil em protesto da decisão do Conselho de Ministros que determinou a perda de mandato de Manuel de Araújo.

Nhama Matabicho, lamenta a situação uma vez que se encontrava a exercer suas actividades normalmente. “Como viram a situação, eu estava a filmar, quando a policia me agrediu em pleno exercício das minhas actividades. Espancaram-me. Não tendo resistido a dor cai e na mesma ocasião surgiram outros policiais que me chutaram com objectivo de me arrastar. Como vocês conseguem ver, contrai ferimentos nas minhas mãos. O pior é que levaram meu telefone.” Contou o escriba visivelmente abalado pela brutalidade policial

O Jornalista entende tratar-se de uma tentativa de silenciar a imprensa independente ao nível da cidade que tem denunciado os malfeitos do Governo, acrescenta que se tratou de uma humilhação publica, não tendo avançado os passos subsequentes.

Leia:  QUELIMANE: Munícipes participam em campanha de limpeza da cidade