Policia prende 15 manifestantes em Quelimane

em DESTAQUES/POLITICA por

Depois de ter agredido uma parte dos organizadores de uma corrida de cadeirantes, designada torneio “Manuel de Araújo”, a Policia da República de Moçambique na Zambézia, voltou a espancar manifestantes pacíficos, por alegada perturbação da ordem e tranquilidade pública nesta circunscrição geográfica.

Trata-se de uma marcha pacífica organizada pela Sociedade Civil, em protesto a cassação de mandato do ex-Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, Manuel de Araújo, por temer “manobras” na sua tomada de posse marcada para dia 7 de Fevereiro de 2019.

O Delegado Politico do Partido RENAMO em Quelimane, Latifo Charifo, afirma que a marcha organizada pela Sociedade Civil visava contestar a decisão do Tribunal Administrativo.

“A Sociedade Civil nos convidou e por isso estamos aqui apenas para acompanhar. Nós como a RENAMO sabemos que Manuel de Araújo vai tomar posse. Não existe nenhuma informação oficial que diz que ele não vai tomar posse”- disse Latifo Charifo.

Momentos depois dos pronunciamentos do Delegado do Partido RENAMO em Quelimane, no arranque na marcha, irrompeu no espaço um forte contingente policial e que indiscriminadamente começou a violentar os populares com recurso a cassetetes e armas AK47.  No total são 15 pessoas que encontra-se nos calabouços da PRM.

Leia:  PROAPA incentiva produção de Arroz sustentável na Zambézia