LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Manuel de Araújo volta a violentar Namashulua

em DESTAQUES/POLITICA por

O Presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, Manuel de Araújo, nos seus últimos discursos em locais públicos em Quelimane, tem vindo a violentar psicologicamente a Ministra da Administração Estatal e Função Pública, Carmelita Namashulua, acusando-a de ser contra o desenvolvimento sustentável da Cidade de Quelimane.

Depois de a ter declarado em frente a centenas de munícipes no dia 07 de fevereiro “persona non grata” que traduzindo em língua portuguesa, significa pessoa ingrata, desta vez Manuel de Araújo, foi mais longe ao afirmar que a Ministra da Administração Estatal e Função Pública, Carmelita Namashulua, tem sido a responsável das doenças diarreicas que tem se verificado nos últimos anos naquela circunscrição geográfica.

Manuel de Araújo, falava na quarta-feira em Quelimane, à margem das cerimónias de inauguração de um Centro de Compostagem, que vai servir para a transformação dos resíduos sólidos orgânicos em compostos para aplicação agrícola, fruto de uma parceria entre o Município de Quelimane e o de Milão na ITÁLIA.

O Edil de Quelimane, disse ainda que caso volte a existir cólera na Cidade de Quelimane, a edilidade vai responsabilizar Carmelita Namashulua, que tem vindo a inviabilizar o processo de gestão do município de Quelimane.

 “Namashulua tem sido a responsável da existência de cólera na cidade de Quelimane. Quando eliminamos cólera, Namashulua e a coligação “FREMEDEM” não ficaram satisfeitos com o desenvolvimento que Quelimane estava a ter. Tentou refrear caçando o mandato do Edil”- Afirmou.

Manuel de Araújo apelou a Ministra da Administração Estatal e Função Pública a tomar cuidado na tomada de qualquer tipo de decisão que diz respeito ao município de Quelimane.

Leia:  Rijone Bombino e Manuel de Araújo trocam mimos
Translate »
Ir para topo