Biblioteca em Quelimane sofre consequências de batalhas políticas

em EDUCAÇÃO/POLITICA por

É este o entendimento de Texeira Meque, director da Biblioteca Provincial da Zambézia na nova designação, pela falta de material didáctico e condições naquele estabelecimento.

O gestor da biblioteca afirma desconhecer as motivações da mudança de nome da instituição, de Biblioteca Municipal para Biblioteca Provincial, e consequentemente a mudança da instituição de tutela do Conselho Autárquico para a Direcção Provincial de Cultura e Turismo.

Mas argumenta que, o Conselho Autárquico de Quelimane e o Governo da Província da Zambézia são responsáveis pela actual situação que prejudica grandemente os estudantes. O nosso interlocutor considera que o visível estado de abandono que se nota naquele empreendimento  é resultado de batalhas políticas que opõem o Governo da Província e o Presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, Manuel de Araújo.

A situação é preocupante apurou o Jornal Txopela no local, não há meios adequados para acolher os leitores e estudantes, há falta de condições climáticas nas salas de leitura, material didáctico para a pesquisa e as condições  de conservação do edifício são deploráveis.

 

 

Leia:  Conflitos laborais lideram a lista dos casos na Zambézia