LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Celebrando a Filosofia “do medo ao silêncio “

em DESTAQUES/OPINIÃO por

Até um certo ponto somos todos filósofos, olhando a filosofia como pensamento, como busca de soluções dos nossos problemas auxiliando-se a razão, sim da razão, aquilo que faz com que tenhamos consciência das consequências dos nossos actos e nos sintamos responsáveis pelos mesmos. Mas do outro lado existem aqueles que são filósofos pela formação profissional e engajamento na pesquisa ligadas a Filosofia. Bem engana-se quem pensa que formar-se em Filosofia ou em Ensino de Filosofia torna alguém filósofo, parece contraditório, mas não é, você pode aprender a nadar, mas não se tornar nadador, ou pode aprender a arte da carpintaria, e não se tornar carpinteiro, são muitos exemplos dos que aparentam ser.

Muitos profissionais da área de Filosofia movidos pela conjuntura política e econômica escolheram ser apóstolos do silêncio, não querem ser Sócrates.

É um acto de coragem pensar criticamente e abertamente hoje. Poucos são os que fazem um bom uso do pensamento crítico e das proposta que vêm dos filósofos, ou seja a conjuntura política aparentemente democrática não percebe ou não quer perceber os filósofos. Um olhar crítico sobre o rumo em que as coisas estão tomando leva muitos filósofos a serem marginalizados, perseguidos, conotados e até silenciados. Mas não é só a conjuntura política que leva os filósofos ao silêncio, as questões econômicas também concorrem para o silêncio dos filósofos. Já que primeiro precisamos viver para depois filosofar, esse exercício só é possível com o estômago cheio, então entre o olhar crítico e comida na mesa, muitos optam pela comida na mesa. Mas filosofar não é apenas sinônimo de crítica, mas também de propostas sobre o rumo a seguir ou opções a escolher, é errado olhar os filósofos como os não “alinhados “ ou dos escolhidos para governar “filósofo Rei” a moda de Platão. É preciso olhar a Filosofia também a moda de Bocheński, se realmente queremos saber para onde caminhamos ou no mínimo para onde queremos chegar como humanos.

Translate »
Ir para topo