LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

“A paz não é uma realidade no país”-diz Ramujane

em SOCIEDADE por

O Coordenador Provincial do Movimento Sócio-cultural Literário e Arte (MOSOLICA) Mohamad Ramujane, disse que a paz não é uma realidade no país se olhar pela situação atual.

Mohamad Ramujane, falava no Sabado findo em Quelimane à margem do lançamento oficial do projecto  MOSOLICA, com o objectivo de defender os direitos humanos em especial dos adolescentes e jovens através da cultura.

Referiu que quando não se tem uma paz efetiva acaba por se a violar os direitos humanos que consiste no direito a liberdade e opinião, frisando ainda que no país se assistem problemas entre as duas forças, nomeadamente o Governo e a RENAMO onde a Sociedade fica sem perceber o que realmente está acontecer.

“Nós não queremos que digam que digam que as negociações pararam por algum tempo. O que realmente queremos é uma paz efetiva no nosso país sem tréguas. A paz não é uma realidade no nosso país se olharmos para a situação atual do nosso deste país”-disse Ramujane.

Entretanto, a representante dos Serviços Distrital da Educação Juventude e Tecnologia de Quelimane, Angelina Soverano, disse que o sector acarinha o movimento por causa do seu objectivo geral que é defender os direitos humanos em especial dos adolescentes e jovens através da cultura.

Angelina Soverano, disse ainda que fazer com que os jovens não pautem por comportamentos desviantes é uma mais valia para o país visto que jovem sem ocupações pode representar um perigo para a sociedade.

Para Soverano, uma sociedade letrada significa um país em desenvolvimento, onde acima de tudo o analfabetismo não tem lugar.

Já para o representante da Direcção Provincial da Cultura e Turismo Clide Cardine, avançou que o movimento representa uma vantagem para o sector visto que o número é maior de jovens engajados na promoção da cultura da zambeziana em Moçambique.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat