Vendedores desmentem existência de comprimidos nos termos de conservação de água

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

A suposta existência de comprimidos nos termos de conservação de água tem vindo a ganhar contornos alarmantes na cidade de Quelimane e no país, facto que leva muitos usuários do tal recipiente a quebrar o mesmo para confirmar se existem ou não comprimidos dos termos de conservação de água.

A nossa reportagem escalou algumas lojas onde comercializam os tais recipientes para apurar o facto com os vendedores onde os mesmos desmentem a existência de comprimidos dentro dos mesmos.

Lúcia Luís, comerciante de termos refere que ainda não certificou se existe ou não comprimidos dentro do termo uma vez que tem vindo a comercializar aquele recipiente sem sobressaltos.

Amone Lemos, cliente que se encontrava na loja, disse não existir comprimidos dentro dos termos mas refere tratar-se de afixadores laterais com função de fixar os vidros interiores.

Beatriz Fasbem, disse que é preciso tirar certos mitos dentro das pessoas, visto que a mesma é usuária do recipiente há 15 anos e nunca lhe aconteceu algum mal.

Verdade ou não mas o certo é que existem objectos brancos do tamanho de comprimidos  nas três laterais de termos de conservação de água.

Leia:  Afro Media Company gestora do Jornal Txopela eleita 1˚ vogal da AEJ