LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

MARP aponta a corrupção como o ponto mais crítico em Moçambique

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

A corrupção no mercado de emprego no sector público e a prevalência do HIV/SIDA nas mulheres, continuam a ser pontos críticos em Moçambique.

A informação foi tornada pública esta terça-feira em Quelimane por José Macuane, aquando da apresentação dos resultados preliminares da segunda avaliação do desempenho de Moçambique, no quadro do Mecanismo Africano de Revisão de Pares MARP

Em Moçambique, as mulheres são o grupo mais atingido pelo VIH/Sida, com uma taxa de prevalência de 20,5%, sendo 15,4% entre as mulheres das zonas urbanas e 12,6% nas zonas rurais. Entre os homens, a prevalência é de 12,3%, com 10,1% nas cidades, e 8,6% nas áreas rurais

Num outro desenvolvimento, José Macuane referiu que Moçambique é considerado o pior País para colher idosos.

Leia:  Araújo acusa EDM e FIPAG de falta de transparência
Translate »
Ir para topo