LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Arranca curso de Literatura Argentina na AEMO A LITERATURA ARGENTINA é o tema do 1º Curso de Literatura Argentina, que irá decorrer entre os dias 17 e 26 de Setembro, pelas 18 horas, do corrente ano, na sede da Associação dos Escritores Moçambicanos, AEMO.

em EDUCAÇÃO por

A formação, de seis dias, é organizada pela Associação dos Escritores Moçambicanos em parceria com a Embaixada da Argentina em Moçambique, sendo que a presente edição destaca, pela primeira vez, a grande importância da literatura argentina para o cenário literário mundial, com particular atenção para a reflexão e revisitação crítica de algumas obras clássicas e contemporâneas que os leitores moçambicanos precisam conhecer, bem como a exaltação de figuras relevantes da literatura argentina tais como: Alejandra Pizarnick, Adolfo Bioy Casares, Roberto Arlt, Júlio Cortázar, Jorge Luís Borges, Ernesto Sabato,Ricardo Piglia.

A escolha de autores e títulos obedeceu, antes de mais, ao reconhecimento do seu inegável contributo para a construção de novos caminhos na literatura e na cultura argentina, acrescendo que, compostas embora as obras em distintos períodos do século (o tempo, a imortalidade e a perspectiva histórica argentina) marcam assim a nossa contemporaneidade.

A abrir o programa no dia 17 de Setembro, o escritor moçambicano Andes Chivangue falará sobre  o autor Respiração artificial, RicardoPiglia, Apontado por cinquenta escritores argentinos como um dos dez melhores romances da história da literatura do país, Respiração artificial recebeu o prémio Boris Vian de romance em 1981. Escrito em plena vigência da censura, num estilo narrativo que mais disfarça do que mostra, o livro é uma vitória luminosa sobre a repressão ao pensamento.

No dia 18 de Setembro, haverá a intervenção do poeta e editor Mbate Pedro, que apresentará experiências narrativas do autor Rayuela, Júlio Cortázar. No dia 19 de Setembro, Quarta-feira, a poeta e professora de literatura brasileira, Nina Rizzi fará uma apresentação sobre a poesia da AlejandraPizarnik , cuja obra é marcada por silêncio, solidão e morte.

Na Quinta-feira, dia 20 de Setembro, a escritora e professora argentina da Universidade Nacional de Mar del Plata,AnnaPorrua, destacará a multiplicidade de vozes, com o tema da sessão: A Poesía argentina reciente: objetos y series (entre el objettrouvé, el resto histórico y el souvenir).

Marcela Rosales,professora da Universidade Nacional de Córdoba, vai apresentar a sua reflexãoem torno da poesía cordobesa, Po(i)éticas de la incomodidad, no dia 21 de Setembro. 

Já na quarta-feira, dia 26 de Setembro, último dia do programa, o Embaixador da República da Argentina em Moçambique e o Secretário-geral Associação dos Escritores Moçambicanos farão uma breve reflexão sobre a literatura argentina. Por seu turno, o professor de literatura moçambicana e Presidente do Fundo Bibliográfico de Moçambique, Nataniel Ngomane, falará sobre a obra de um dos principais nomes da literatura argentina,Jorge Luís Borges.

Leia:  Manuel de Araújo critica a política de ensino no País

Haverá ainda espaço para a apresentação do Centro Cultural Argentino-Moçambicano, uma iniciativa conjunta entre Observatório Cultural de Moçambique, Ocultu, Associação dos Escritores Moçambicanos, AEMO, e a Embaixada da Argentina em Moçambique, destinada a promoção cultural e artística, não apenas de Argentina mas igualmente de Moçambique bem como de outros países e povos falantes do espanhol.

A participação no 1º Curso de Literatura Argentina é livre e poderáserfeitamedianteinscriçãoprévia, entre 25 de Agosto e 13 de Setembro, na sede da Associação dos Escritores Moçambicanos, AEMO.

NOTA: o curso terá interrupção entre os dias 24 e 25 de Setembro.

 

Translate »
Ir para topo