LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Milange: Chuvas dificultam a transitabilidade

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Por: Lúnede Parrote

O problema da transitabilidade nas principais vias do distrito de Milange no tempo chuvoso, não é novo, mais a sua gravidade acompanha a idade do distrito. Chuvas moderadas que se fazem sentir nos últimos dias tornaram desafiante à circulação nas principais vias do distrito, como é o caso do troço Vila Sede do distrito-Tundu e Vila Sede-Mangassanja. Se já era deficiente a sua transitabilidade antes, a situação agravou-se, tornando a vida de quem usa essas vias ainda mais difícil. Mas as coisas não vão mal apenas na periferia, os trabalhos de ampliação da estrada que liga a Vila sede ao posto de travessia de Melosa, tornou além de intransitável em uma das faixa da via, uma autentica imundície, não é possível circular da rotunda à igreja católica e sair limpo, é lama por tudo quanto é lado, se já era difícil nas duas faixas em tempos chuvosos, agora aliado ao aumento do parque automóvel e o parqueamento de viaturas na via pública complicou mais ainda.

Os utentes dessas vias na sua maioria professores e comerciantes que se fazem transportar em motociclos ou carros de caixa aberta lamentam o estado das vias, mas mergulhados nesse dilema, não veem outra alternativa além de arriscar e deixar tudo na mão de Deus. De salientar que vezes há, que por conta desses problemas, os utentes dessas vias, percorrem mais de 20 km a pé até a vila sede por falta de transportes ou pela impossibilidade de usar os motociclos por conta da precaridade das vias.

Por exemplo num troço de quase 40 km de Mangassanja a Vila Sede do distrito, agora é feito em quase 5 horas de tempo que é justamente em Mangassanja onde decorre a maior feira comercial do distrito, dai a necessidade de mante-la transitável.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »
Ir para topo