Bajone Zambezia

Cidadã de 32 anos é mantida em cárcere privado em Bajone

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Um novo tipo de crime está a ganhar vida na província da Zambézia. Quatro indivíduos mantiveram uma cidadã de 32 anos de idade em cativeiro, sob a alegação de a mesma estar a praticar a feitiçaria contra o seu sobrinho no distrito de Mocubela, concretamente na localidade de Bajone.
A vitima teve que suportar varias torturas e ameaças dentro de um quarto fechado por cerca de 12 horas, onde estava a ser obrigada a assumir a autoria da pratica de actos de feitiçaria contra um sobrinho que se encontra enfermo.
Segundo anunciou Miguel Caetano, Porta-voz do Comando Provincial da PRM na Zambézia, os malfeitores que se encontram neste momento sob custódia policial, alegaram que estavam a desencadear uma operação de investigação contra aquela que consideram ser a promotora principal do processo de criação de infortúnio no seio da família, achando que, era pertinente faze-la confessar o crime para posteriormente responsabiliza-la pelos seus actos, a atitude que segundo o Porta-voz da PRM na província, representam um tipo legal de crime, porque, segundo explica “somente a policia e as autoridades judiciarias tem o direito de investigar e apurar se alguém praticou ou não um determinado crime”.
Bajone é um Posto Administrativo do mais recente distrito de Mocubela que fica a nordeste da capital da província da Zambézia – A cidade de Quelimane.

Leia:  CRIME AMBIENTAL: População exige o encerramento da Fabrica ALIF QUÍMICA

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.