Trabalhadores exigem salario compatível com o actual custo de vida

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Trabalhadores de diversas empresas em Quelimane na Zambézia, ouvidos pela reportagem do Jornal Txopela exigem a melhoria das condições salariais com vista a fazer face ao custo de vida no País.

Entrevistados pelo Txopela alusivo as celebrações do primeiro de Maio, Dia internacional do Trabalhador, os trabalhadores afirmaram que o aumento salarial e melhoria de condições de trabalho, constitui um dos elementos que motiva da classe trabalhadora.

Este são unanimes em afirmar que é imperioso que os aumentos salarias nas empresas privadas tanto quanto na função publica deve ser compatível com o actual custo de vida que classificam de “sufocante” no País.

“Esperava que este ano o aumento do salario mínimo nacional fosse diferente com os anos passados, mas o que vimos foi diferente, um valor que não faz diferença alguma na renda familiar” — Raquel Filipe

“O governo e as empresas privadas ou do Estado devem rever a sua posição, é injusto termos péssimas condições de trabalho, um salario magro e esperarem uma produção significativa da nossa parte” lamenta, Wilson Paqueliua

Desfile em carros alegóricos, deposição de uma coroa de flores na praça dos Heróis Moçambicanos em Quelimane, e apresentação de mensagens, foram algumas actividades caracterizam as festividades do primeiro de Maio.

O Secretario provincial da Organização dos Trabalhadores de Moçambique, OTM Central Sindical na Zambézia, Caetano Galhardo, apelou as entidades empregadoras a envidarem esforços para acomodar as exigências dos trabalhadores.

Este ano, o dia internacional do Trabalhador comemorou-se sob lema Sindicatos, Juntos na Luta pelos Direitos dos Trabalhadores e Sindicais.

Leia:  Suspensos trabalhadores estrangeiros ilegais na Movitel

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.