COMBATE AO HIV/SIDA EM QUELIMANE`

Sector de saúde apresenta a estratégia 90

em DESTAQUES/SAÚDE/SOCIEDADE por

COMBATE AO HIV/SIDA EM QUELIMANE

A iniciativa foi apresentada na passada quinta-feira, pela médica-chefe distrital, Zuraida Zubila aquando da realização da Sessão do Governo daquele distrito da provincial da Zambézia. Zuraida Zubila disse na sua intervenção que a estratégia em alusão compreende três fases, nomeadamente:

“A 1ª fase que preconiza que 90% da população deve conhecer o seu sero-estado. A 2ª fase preconiza que 90% das populações com o sero-estado positivo estejam em cuidados e tratamento antirretroviral e a terceira e última fase preconiza que 90% dos que estão em tratamento tenham a carga viral suprimida”.

O nome da Estratégia 90, 90, 90 surge exatamente pelo facto de nas três fases de implementação da mesma, ter-se presente a aplicação de 90% de cumprimento de metas.

A médica-chefe distrital fez saber no momento que Moçambique é um dos países mais afectados pela epidemia do SIDA no mundo, com uma prevalência nacional de HIV em adultos de 13,2%.

Segundo a fonte, o primeiro caso de SIDA diagnosticado no Pa׀s foi no ano de 1986 e a doença continua a gerar medo, confusão, desinformação, estigma e é considerada um dos mais sérios desafios ao desenvolvimento do pais.

Actualmente existem poucas pessoas no país que não tenham sido atingidas de algum modo pela doença. A título de exemplo, a prevalência de HIV aumentou em quase todas as províncias com a excepção de Manica e Tete. Duplicou em Niassa 3,7% para 7,8%. Aumentou 5 pontos percentuais em Cabo Delgado (9,4% para 13,8%) em Inhambane (8,6% para 14,1%).

As autoridades sanitárias no distrito de Quelimane apresentaram esta semana ao Governo do Distrito, uma estratégia de combate ao HIV /SIDA denominada estratégia 90, 90, 90.

Leia:  Gritos de um enfermeiro graduado e marginalizado

A estratégia que foi concebida ao nível nacional, em resposta à necessidade de massificação de acções visando a erradicação do número de doentes de SIDA ao nível do Pais até 2030.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.