LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Inhassunge

Superstição volta a fazer vítimas em Inhassunge

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Um individuo de cerca de 36 anos de idade, alvejou mortalmente uma anciã de 54 anos de idade no passado final de semana no distrito de Inhassunge movido por suspeitas de pratica de actividades supersticiosas .

Para lograr os seus intentos, o individuo cuja sua identificação não nos foi revelada recorreu a uma arma de fogo do tipo pistola através da qual disparou dois tiros contra o peito da finada, tirando a vida imediatamente.

Miguel Caetano que avançou o facto a nossa reportagem, disse que depois de tirar a vida a anciã, o malfeitor pôs se consecutivamente em fuga. “O individuo que protagonizou este assassinato macabro pôs-se imediatamente em fuga, mas graças a um trabalho aprofundado realizado pela Policia foi possível neutraliza-lo e encontra-se neste momento na subunidade da policia para a sua responsabilização criminal pelos seus atos”.

Num outro desenvolvimento, o Porta-voz do Comando Provincial da PRM na Zambézia disse que a finada tinha alguma aproximação familiar com o assassino e que presume-se que o motivo que levou a prática do crime hediondo seja a superstição: “o indiciado acusa a finada de praticar a feitiçaria e confirma que cometeu o crime como forma de acabar com os males que supõe que ela fazia à sua família”- acrescentou Miguel Caetano.

A Policia da República de Moçambique na Zambézia através do seu Porta-voz Miguel Caetano manifestou o seu total repúdio a prática de crimes dessa natureza e promete mão dura a todos os cidadãos que pautem pela justiça pelas próprias mãos.

Leia:  Quelimane: População clama por água potável

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »
Ir para topo