Jornalista agredida e sinal da rádio encontro ‘‘invadido’’ em pleno processo de votação em Nampula

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

O MISA-Moçambique, Núcleo Provincial de Nampula, tomou o conhecimento de um caso agressão física contra a Jornalista da Radio Encontro, Elisa Rodrigues, por cidadãos desconhecidos que se faziam transportar em motorizadas, nas imediações da Escola Primária Completa dos Limoeiros, na Cidade de Nampula.

Segundo relatou a ofendida, os assaltantes apoderaram-se de três telefones celulares e de dinheiro no valor de 1 500,00 Meticais. Elisa Rodrigues sofreu a agressão quando se encontrava a realizar as suas actividades profissionais, procedendo à cobertura da segunda volta da eleição intercalar para a escolha do Presidente do Município de Nampula. Como resultado da agressão, ela queixa-se de dores da caixa torácica e no pescoço.

A direção da Rádio Encontro confirmou ter já apresentado queixa junto da Polícia da República de Moçambique (PRM).

O MISA-Moçambique foi igualmente informado de uma alegada ‘‘invasão ’’ da frequência da Rádio Encontro, resultando numa grave interferência sobre as suas emissões. Este facto verifica-se desde o dia 11 de Março corrente.

De acordo com a direcção da Rádio Encontro, ‘‘muitos ouvintes já nos reportaram as dificuldades que enfrentam em sintonizar a nossa rádio. Suspeitamos haver uma mão alheia que resolveu bloquear-nos, comprando  indevidamente a nossa frequência só para nos ofuscar’’.

Refira-se que a Rádio Encontro já sofreu ameaças na campanha de votação da primeira volta, por supostas figuras influentes do panorama politico, alegadamente por aquela estação emissora, pertencente à Igreja Católica, ter denunciado uma suposta tentativa de viciação de cerca de 50 cadernos com nomes de cidadãos não residentes na autarquia de Nampula.

O MISA-Moçambique considera as situações acima arroladas como atentatórias à liberdade de imprensa e de expressão, como plasmadas na Constituição da República de Moçambique e demais legislação pertinente,  pelo que apela às autoridades competentes no sentido de tomar medidas com vista a punir exemplarmente os responsáveis por estes actos.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.