LIBERDADE & INDEPENDÊNCIA

Corte de Energia em Milange

Falta de pagamento força EDM a “cortar energia ” nas Escolas Secundarias em Milange

em DESTAQUES/SOCIEDADE por

Director distrital desdramatiza

Por Benone Mateus

Já está ultrapassado este caso, e foi restabelecida no dia seguinte”. Adiantou Aníbal Fombe.

O director distrital dos Serviços Distritais juventude, Educação e Tecnologia de Milange, Aníbal Fombe, desdramatizou as informações que dão  conta que, as escolas Secundárias gerais de Milange-sede e Joaquim Maquival, estão desprovidas de corrente eléctrica, comprometendo as aulas no período da noite, desde semana passada por acumulação da dívida que as instituições de ensino não liquidaram á EDM naquela vila autárquica.

Em contacto telefónico com a reportagem do Jornal Txopela, o número um do sector da educação naquela parcela do país, confirmou o facto e de seguida disse “estar ultrapassado, logo no segundo dia”. E de justifica-se nos seguintes termos “ vivemos da corrente eléctrica da ESCOM do Malawi, e anualmente têm registado cortes constantes, por exemplo, ontem (terça-feira) estávamos desprovidos da corrente, e lá no Malawi alegam que há problemas de geradores”. Comentou.

Fombe, afirmou que, o pelouro que dirige em coordenação com as instituições de ensino estão a trabalhar para não prejudicar o funcionamento normal das aulas e que o processo de ensino e aprendizagem não fique refém das restrições constantes, com isso, “como SDJET em coordenação com as escolas, chegamos a acordo, que os estudantes entrem um pouco mais cedo, isso as 15:00 horas, com vista a não comprometer o processo normal das aulas no curso nocturno. Este caso, começamos em 2016 e cada escola tem gerador que facilita os trabalhos internos das instituições de ensino”. Disse.

Entretanto, Pedro Emílio, director da Escola Secundaria Geral de Milange-Sede, confirma o corte da corrente eléctrica naquela instituição e avançou que, “já foi liquidada a divida e restabelecida ontem (terça-feira). Terminou.

Leia:  ÚLTIMA HORA: Autocarro da Maningue Nice ardeu em Gilé na Zambézia

Aqueles gestores de educação são unânimes nos seus apelos aos estudantes, a dedicar-se aos estudos, adaptar-se com às mudanças e acatar as recomendações dos gestores de escola, para que obtenham resultados satisfatórios no processo de ensino e aprendizagem.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »
Ir para topo
WhatsApp chat