Benone mateus

A clemência aos hidro-eléctricos e o chilrear do canário!

em DESTAQUES/OPINIÃO por

Benone Mateus

No pretérito final de semana, rolou a bola referente a 2ª volta do Champion league e a Taça de Confederação Africana de Futebol, curiosamente, o nosso futebol fez-se representar ao seu mais alto nível, diga-se de passagem e ainda dará que falar porque, deixou ficar o seu registo nos anais de história do futebol continental africano por um lado e por outro, por ter sufocado, o todo-poderoso TP Mazembe, e o canário por ter feito a reviravolta fora de portas.

Muitos foram os cépticos na passagem das nossas equipas, embora, uma delas não tenha passado, mas mostrou que em casa só mandamos nós, onde afligiu e aos poucos sucumbia aquele clube dos grandes lagos, onde a sorte, a mestria, a inspiração, o talento e os deuses de Songo, não o temeram e fulminaram o tão temido TP Mazembe no caldeirão do Chiveve.

E os canários mesmo com o cai caí do Cape Town City, e o apoio dos árbitros, valeu a nada, porque, o canário ainda está com vida e há registo de que, tem muito a dar, porque os pupilos do Argentino Fábio Costas, têm respondido com veemência o que o mestre os pede e ainda vão escrevendo sua história no mundo do futebol e porquê não, cada um dar seu máximo de modo que os sonhos de alguns jogadores se tornem realidade em ver-se um dia evoluir fora de portas, por isso, a rapaziada vai dando que falar pelo talento que tem apresentado a cada partida.

 Entretanto, a brisa vinda do Costa Sol, ainda os energizava motivo mais que suficiente, que os donos de casa viam navios que atracava no porto da cidade de Cabo e pela tonelada que registavam achavam com a manifestação de truques de dragagem e manuseio de carga, reduziria a pressão que os sufocava. Mas enganados foram porque o canário ainda acreditava porque a maré estava a seu favor, por isso quase ao apagar das luzes, Chico soube medir as medidas e num piscar de olho os Citzens viam o sonho desmoronando e tornado pesadelo em pleno reduto.

Leia:  Neutralizados ladrões de acessórios de automóveis em Quelimane

Tudo mostra que temos talento para ver o nosso futebol num nível avançado e com um futuro risonho mas para isso, invistamos na formação. Porque muitos são os clubes Moçambicanos que nem têm os níveis ou camadas de formação, aliás, se existem são poucos.

A ser verdade ou não, precisamos pensar no amanhã, porque como bem diz o adágio popular é do pequeno que se torce o pepino ou por outra, se queremos que o nosso futebol continue a evoluir pensemos no futuro Domingues, Tico Tico, Kampango entre outros que deram e continuam a espalhar alegria a milhões de Moçambicanos e nações além em fronteira com suas exibições magníficas e fantásticas.

Acolhamos a rapaziada e contribua no desenvolvimento do seu talento, porque como diz a nossa menina de ouro Maria De Lurdes Mutola, “um talento nasce, mas não basta nascer, mas tem que se fazer”. Com isso, cabe a todos nós arregaçar as mangas e continuar a desbravar para que um dia possamos obter boa ceifa e nos orgulharmos por ter lançado a sementeira no momento certo e exato. E deixemos de reclamar, que nosso desporto ainda é insustentável, é insustentável porque nada faz para sair da insustentabilidade, porque o que sabemos fazer melhor é exigir resultados e reclamar, ao envés de ajudar na verdade do que precisamos em melhorar.

Enquanto, esperamos os futuros adversários, somos todos chamados a unir esforços em apoiar as nossas equipas que participam no campeonato africano. Ouviste caro leitor? Nossas equipas, porque a UDS, mereceu-lhe uma clemência por parte da CAF o que os valeu á continuar a disputar para a taça Nelson Mandela junto dos canarinhos que estarão por mérito. Oxalá que tragam resultados que encham de orgulho aos Moçambicanos, nesta terra de heróis, porque as duas equipas tem um plantel invejável e pujança económica aceitável, capaz de produzir resultados satisfatórios.

Leia:  FIPAG acusa EDM de inviabilizar os seus trabalhos

Esperamos que o canário e os hidroelétricos voem, e nenhum vendaval os possa prejudicar na caminhada rumo a taxa Nelson Mandela.

Força UDS e bem-haja canários.

Deixe a sua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.